24 de jun de 2010

Leituras do mês de Junho

Novas Aquisições #2

O mês de junho foi um mês não de muitas, mas de muitíssimas aquisições. Comprei um total 8 livros. Isso é mais do que eu consigo comprar (1 ou 2 por mês). Isso se deve graças ao submarino e suas promoções maravilhosas.
Os livros comprados foram:
Coleção Mochileiro de Galaxias, 5 livros pela bagatela de 50,00 reais.
Veio o guia do mochileiro de Galaxias; o restaurante no fim do universo; A vida, o universo e tudo mais; Até mais, e obrigado pelos peixes; e por fim, praticamente inofensiva.

O outro livro comprado foi Alice no país das maravilhas e Alice através do espelho

A plebéia – John Burnham Schwartz
Lido

Razão e sensibilidade


A outra aquisição que gostaria de deixar registrada, mas que não é livro: é o DVD Razão e sensibilidade, da BBC, e não aquele estrelado pela Emma Thompson. Estou louca para vê-lo...

Desafio Literário - 10 Livros em 10 Dias - Dia 10

Dia 10 - Livro mais velho que você tem ou leu
Estou cansada de dizer que é difícil, e que é subjetivo escolher esse ou aquele. Dizer qual livro mais velho que eu tenho ou li é difícil. O livro mais velho, sem sombra de duvida é a bíblia, mas eu já falei da bíblia, infelizmente ainda não lia a Ilíada para dizer que era o livro mais velho, mas sem sombra de dúvida o livro mais antigo que li foi ou As Troianas, ou Medéia, ou Antígona, todas as tragédias gregas.
Não sei definir com exatidão qual deles é mais antigo, principalmente por que os livros não eram meus, todos eles foram pegos em bibliotecas, e As Troianas, por exemplo, é muito difícil de achar. Provavelmente eles são mais antigos do que certos trechos da bíblia, como por exemplo, os evangelhos...
As Troianas conta o que aconteceu com as mulheres da cidadela de Troia, após o famoso presente grego, no memento em que os gregos estão dividindo os despojos da guerra. Eu particularmente gostei muito, ja que adoro mitologia...

Desafio Literário - 10 Livros em 10 Dias - Dia 9

Dia 9 - Sua Série Predileta
Não há o que se pensar sobre este tópico, minha serie predileta é: a Série Avalon, não, não é As Brumas de Avalon, mas série Avalon, que é da Marion Zimmer Brandley.
A maioria das pessoas conhece os livros das Brumas de Avalon, uma das coleções mais famosas da autora, mas a grande maioria não conhece a série toda (os fãs de verdade desse coleção, sabe muito bem que série Avalon como eu costumo chamar, é muito maior do que os quatro livros das Brumas de Avalon).
Você alguma vez já se perguntou de onde surgiu Avalon? Bem, então você deve ler A queda da Atlântida 1 e 2 (A teia de luz e a teia de Trevas) e Os ancestrais de Avalon. Gostaria de saber como era Avalon quando os romanos Chegaram? Então tem que ler a os corvos de Avalon e a casa da floresta. Quer saber como Avalon influenciou até Roma? Leia a sacerdotisa de Avalon. Ou deseja saber um pouco mais sobre o passado de Viviane, leia A senhora de Avalon.
A coleção é muito maior do que se imagina, gira em torno de 11 livros atualmente (contando com as brumas de Avalon), uma estória fascinante, de mulheres que conduziram a historia da Grã Bretanha em um tempo muito remoto. Não vou me estender, pois disse a mim mesma que nestas férias irei preparar um especial Marion Zimmer Brandley. Que fique registrado então que essa é minha série predileta.

Desafio Literário - 10 Livros em 10 Dias - Dia 8

Dia 8 - o livro que você menos gostou

Essa foi moleza, nem foi necessário pensar demais: Ponto de impacto, Dan Brown. Esse com certeza é um dos livros menos famoso dele. Sinceramente, não que eu ache o livro ruim, não, ele é péssimo! Ok, ok, sem exageros, na verdade não é tão ruim, nem tão bom.
Tomei um pavor de Best Sellers e como já fazia algum tempo que eu queria me dedicar aos clássicos, é isso que tenho feito, como pode ser visto pela minha lista de livros: Simenon, Austen, Becaria... Enfim, tomei um ódio medonho por livros como O Código da Vinci, culpa única e exclusiva do Sr. Brown. O último livro dele foi a gota d’água. Como já tinha lido todos os livros dele, fiquei curiosa para comprar o Símbolo Perdido(nem li ainda).
Em via de regra, sou uma leitora ávida, mas se eu disser que eu comprei o livro no natal, e só depois de três meses eu consegui tomar coragem para tentar lê-lo, e mesmo assim não consegui ler nem 50 páginas, ninguém acredita.
O motivo deu ter escolhido este livro foi pelo simples fato de ter sido o último livro que eu li do autor, e isso foi a quatro anos atrás. Na verdade não gosto do livro e sim do autor. Brown é um autor medíocre, escreve razoável, distorce fatos. Devo acrescentar que o autor não tem criatividade nenhuma, pois em todos os seus livros ele segue um padrão, que depois de três livros você fica enjoado.
É por essas e outras que eu na indico ponto de impacto ou qualquer outro livro de Dan Brown como o livro que menos gostei.

Desafio Literário - 10 livros em 10 dias - Dia 7


Well, well,well, cada dia que passa esse negócio fica mais difícil!
Infelizmente não foi possível cumprir a promessa, e faz duas semanas que não posto nada sobre esse desafio, mas a culpa é da faculdade e não minha! Então, infelizmente eu não consegui cumpri a promessa de postar todos os dias...
Hoje tenho que indicar o livro que mais recomendo, e ai, nesses momentos meu precioso cérebro pifa e a coisa fica difícil...

Dia 7 – o livro que você mais recomenda


Eu disse que quando meu cérebro cisma de falhar ele falha, mas dessa vez ele não me sabotou. Pensei um pouco em que livro indicar, então decidi que o livro que mais indico é a bíblia. Esse desafio é literário, mas pra mim, além da bíblia ser um livro religioso, sua literatura é a mais importante do mundo. É um livro escrito por cerca de 40 autores diferentes, num lapso de tempo de 1500 anos. Este mesmo livro não cai em contradição, e já foi provado sua veracidade. Além disso, a bíblia nos ensina a ser pessoas mais corretas e nos aproxima mais de Deus.
Há muito o que se dizer sobre a bíblia, mas o tempo é curto, em síntese, eu o recomendado, é a 'obra' literária mais completa que conheço: ele tem romance, poesia, tragédia, drama, lutas épicas, e etc. Enfim, por ser livro mais completo, acredito ser ele o mais indico...

A mulher que Lê

Parece até que se bateu um surto de humor em mim, talvez seja por que fiz hoje a última prova da faculdade hoje, agora, se Deus quiser, só semestre que vem...
Mas enfim, resolvi colocar a piada que segue abaixo por que adorei a comparação que ela faz com a mulher que lê, essa piadinha a muito era bem conhecida por mim, mas colocando a moral da história dessa forma, eu não resisti e tive que coloca-la por aqui...
então vai:

A mulher que Lê

Um casal sai de férias para um hotel-fazenda... O homem gosta de pescar e a mulher gosta de ler. Numa manhã, o marido volta de horas pescando e resolve tirar uma soneca. Apesar de não conhecer bem a lagoa, a mulher decide pegar o barco do marido e ler no lago. Ela navega um pouco, ancora e continua lendo seu livro. Chega um tenente da guarda ambiental do parque em seu barco, para ao lado da mulher e fala:
- Bom dia madame. O que está fazendo ?
- Lendo um livro, responde. (Pensando: será que não é óbvio?)
- A senhora está em uma área restrita em que a pesca é proibida, informa.
- Sinto muito tenente, mas não estou pescando, estou lendo.
- Sim, mas, a senhora tem todo o equipamento de pesca. Pelo que sei a senhora pode começar a qualquer momento. Se não sair daí imediatamente terei de multá-la e processá -la.
- Se o senhor fizer isso terei que acusá-lo de assédio sexual.
- Mas eu nem sequer a toquei ! diz o tenente da guarda ambiental.
- É verdade, mas o senhor tem todo o equipamento. Pelo que sei, pode começar a qualquer momento !
- Tenha um bom dia madame - diz ele e vai embora.


Moral da história:
"Nunca discuta com uma mulher que lê, pois certamente, ela pensa!"

O lobo mau e os três gatinhos...

Eu amo ler essa tirinhas,principalmente por ser de gatos. Uuando li essa estórinha abaixo, não deu outra, tive que colocar no blog... Divirtam-se...





http://geekcats.com/





http://geekcats.com/

Imperdível...

Como gosto de deixar registrado tudo o que eu gosto, esse eu não pude deixar de postar aqui. Nada de mensagens lindas e edificantes, piadinhas de adovogados ou tirinhas, dessa vez é algo bem diferente. Recebi por e-mail de uma amiga, que diz que apesar de ter visto muita coisa legal na net, essa a impressionou. Faço dela as minhas palavras. Essa me deixou de queixo caido. Vale apena conferir.

É só clicar no link abaixo, não é virus! Devo deixar apenas uma recomendação: Não maximilize a janela, da forma como ela abrir deve ficar.

Um verdadeiro Show!!!!!!

clique e se divirta: http://www.fly-a-balloon.be/

18 de jun de 2010

Meu novo vício...

Eu sei que ainda falta terminar o desafio e faz uma semana que não faço isso, mas em semana de prova não consigo fazer nada além de estudar. Meu Deus, nem acredito que as férias estão chegando!!!! Estava ficando louca, afinal estudar demais mata.
Em fim, meu real motivo para vir aqui é outro. Por acaso eu já disse que adoro séries de investigação? Não? Então tenho dito: adoro, amo desaparecidos, CSI, Damages e etc e tal. Meu mais novo vício agora é Bones! Coitadinho dos irmãos Winchester, tenho que arrumar alguém para consola-los, afinal de contas dei muita atenção para eles, durante muito tempo... Eles que se virem, por que eu fiz o mesmo com o próprio Mr. Darcy.(E olha que degladiei muito co minhas amigas para tê-lo como meu, por que todo mundo adora o Mr Darcy)
Bones é um seriado 'legista', se assim eu posso dizer, da mesma forma que CSI desvenda assassinatos , mas ao contrário de CSI, eles apenas usam cadáveres como evidência (e a fixação da Brennan para as evidência é tão forte quanto a do Grisson). Devo novamente frisar que eu odeio clichês e certos paradigmas, mas se o clichê e o paradigma forem usados da forma correta, dá para ser ótimo. Isso é exatamente o que acontece com Bones, o seriado é clichê, por que sejamos sinceros que todos os seriados desse gênero cegue mais ou menoso mesmo ritmo (com exceção de Damages), eu posso quase dizer que é um clichê(o que não é completamente), mas que é muito bom.
Ele é um seriado leve, nada daquela tensão de CSI(que eu adoro), descontraido, pelo menos para mim. A inteligência da Brennan assossiado a graça do Booth é o grande tchan da série, vi poucos episódios e já torço pelo casal, que é um tanto quanto engraçados. A Dra. Brennan é uma antropologa e trabalha no Instituto Jeffersonian, ela ajuda o Agente do FBI Booth a solucionar casos inusitados.
Descobri a série por acaso, foi nas férias, e como estavamos para viajar e cheios de coisa para fazer, acabei terminando minha mala muito tarde,como faltava poucas horas para todos acordarem resolvi ficar acordada, por que afinal de contas não adiantaria muita coisa dormir apenas uma hora. Sem mais nada para fazer, liquei a Tv e estava passando Bones. Não entendi muita coisa, já que eu peguei o episódio pela metade, mas me interessei, fiquei com aquilo na cabeça. Recentemente meu pai assinou Tv acabo e pronto, acabei vendo um episódio do seriado e agora estou aqui.
Nesse meu vício frenético, acabei arrastando meu irmão mais novo. Ontem eu cheguei cansada em casa da faculdade(depois de uma noite supper mal dormida, isso já era dese esperar) e ainda por cima ajudei a dar faxina na casa (já que minha mãe foi sair), coitada de mim e da Vânia(a faxineira), depois de uma tarde dessas eu só queria descansar, e o que eu fiz? Fui ver Bones! E quando fui ver mais a noite de novo meu mano viu comigo, e só sabiamos dizer uma coisa, nem vou me dá o trabalho de reproduzir...
O seriado é ótimo, os protagonistas tem uma excelente química e o jeito descontraido da série é demais.
Devo acrescentar que esse amor pelo seriado é o dos mais perigosos, hoje pesquisando no site dotz, para ver quais brindes que eu poderia trocar, procurei não vou mencionar (isso, bones! Tô ficando repetitiva), e achei bones e a Edição definitiva de Sherlock Holmes que estou namorando a um tempo, e sabe o que vou comprar? O imencionável (me recuso a repetir bones), isso é crítico por que eu nunca troco meu livros por quaisquer outras coisas... Trocando livros por Cd's, o que eu tenho na cabeça?

17 de jun de 2010

O barulho da Carroça


Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque.  Ele se deteve numa clareira e depois de um pequeno silêncio me perguntou:
- Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa?
Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:
- Estou ouvindo um barulho de carroça.
- Isso mesmo, disse meu pai, é uma carroça vazia...
Perguntei ao meu pai:
- Como pode saber que a carroça está vazia, se ainda não a vimos?
- Ora, respondeu meu pai, é muito fácil saber que uma carroça está
vazia por causa do barulho. Quanto mais vazia a carroça maior é o barulho que faz! Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa falando demais, gritando (no sentido de intimidar), tratando o próximo com grossura inoportuna, prepotência, interrompendo a conversa de todo mundo e querendo demonstrar que é a dona da razão e da verdade absoluta, tenho a impressão de ouvir o meu pai dizendo: Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz!

10 de jun de 2010

Desafio Literário - 10 Livros em 10 Dias - Dia 6

 Hoje tenho que falar do livro que menos me prendeu a atenção. Alguns livros realmente não prendem, apesar de serem bons... Eu tive que pensar um pouquinho para descobrir qual foi.

 Dia 6 - O livro que menos prendeu sua atenção

Sim, Diários de Vampiro foi um dos livros dos quais eu custei para ler. Na verdade eu sofri, apesar de no final ter ficado com uma vontade de continuar lendo. No início tive a impressão de que o livro era uma cópia de Crepúsculo, mas depois descobri que o livro havia sido escrito antes. Subsequentemente, descobri através de uma amiga que a autora de Crepúsculo havia se inspirado nessa série. O livro é de meia boca para baixo, foi com muito custo e força de vontade é que eu li o primeiro livro, não li ainda o segundo e terceiro livro, mas pretendo fazê-lo. Honestamente eu não gostei da protagonista, achei-a muito fútil, o personagem que mais gostei foi do Stefan e odiei o Damon. Enfim, prefiro mil vezes o seriado que é mil vezes melhor
.

9 de jun de 2010

Desafio Literario - 10 livros em 10 dias - Dia 5

Mais um dia firme e forte (na verdade fui esperta, deixei as postagens já escritas, então, restou apenas postar).
A cada dia que passa, faço mais descobertas, a primeira dela é que parece que estou escrevendo para uma multidão (o que não é, e a terrível verdade é que eu faço o mesmo no diário, sim acabei escrevendo um diário), e a segunda é que a cada dia que passa eu falo mais e mais abobrinha por aqui, mas a propósito, criei esse blog/diário para isso mesmo, e como ele é de cunho pessoal, convém que não tenha muitos leitores...
Eu disse que cada dia fica mais complicado as indicações dos livros? Não? Então digo: A barra tá ficando feia! Hoje devo indicar o livro que mais prendeu minha atenção. Ora, isso é um critério muito subjetivo, os livros em via de regra, prendem muito a minha atenção e escolher um só é tão difícil...
Bem, mas fazer o que, tem que escolher neh?

Dia 5 - O livro que mais te prendeu a atenção

Bom, como já disse, é muito difícil escolher o livro que mais prendeu minha atenção. Então resolvi isso no calor da batalha, atualmente o livro que mais me prendeu atenção é o que eu estou lendo agora: Mansfield Park, da Jane Austen, nem orgulho e preconceito que eu amo tanto prendeu minha atenção desse jeito.
Eu tenho lido freneticamente essa estória, na minha humilde opinião, se é que ela conta, essa é a melhor obra da Autora. As ficcionadas por O&P que me perdoe.
A leitura de Orgulho e Preconceito é muito boa, mas tem algo em Mansfield Park que me prende a ele. Os protagonistas poderiam ser odiados facilmente por suas tolices, mas Austen fez de uma forma... Deixe-me parar por aqui, por que se não eu vou acabar resenhando o livro agora mesmo... Enfim, atualmente ele é o livro que mais me prendeu a atenção.

8 de jun de 2010

Desafio Literário - 10 Livros em 10 Dias - Dia 4

Uhu!!!! É mais um dia que consigo vencer as peripécias da vida e venho me apresentar aqui... Então o desafio literário esta de pé! E estamos quase no meio de desafio e contínuo firme e forte. E para hoje, o 4º dia: O livro mais caro que você comprou.
Ufa esse também foi difícil, estou descobrindo certas coisas sobre mim e meus livros que estão me causando espanto. Hoje, para escrever aqui eu me descobri um pouco avarenta. Isso mesmo avarenta, sou terrível com os livros. Descobri que não compro livros muito caros, e sempre procuro no site/livraria/sebo mais barato e se for possível pego na biblioteca. Brincadeirinha, não sou avarenta com meus livros não, mas que meu livro mais caro não passa dos 50 reais isso lá é verdade

Dia 04 - O livro mais caro que você comprou:
Teoricamente o meu livro mais caro é o de Direito Constitucional do Alexandre de Morais, mas como a idéia é de falar de livros literários, meu livro mais caro foi Os ancestrais de Avalon – Marion Zimmer Bradley. Sim, ele custou o absurdo de R$ 48, 00 na época, era lançamento, e eu no meu surto em tudo o que dizia respeito á Marion Zimmer, comprei sem hesitar.
O livro e bacana, se você não leu a queda da Atlântida 1 e 2 nem sonhe em tentar ler, na verdade dá pra ler sim, mas terá momentos que você irá dar uma viajada na maionese. Este livro está intimamente ligado aos dois livros que mencionei, além do mais, ele é a conexão entre a queda de Atlântida e a saga de Avalon. Imagine a felicidade de nós leitores em descobri que nós que a tanto havia especulado sobre essa ligação a descobrimos verdadeira? Ficamos muito feliz de certo...
Ufa, falei d+ (pra variar...)

7 de jun de 2010

Desafio Literário - 10 Livros em 10 Dias - Dia 3

E corajosamente estou eu aqui de novo, cheia de coisas para fazer da faculdade e do francês, mas ainda sim cumprindo a promessa (até quando não sei!). Meu computador quase me sabotou hoje, mas nada que eu não pudesse resolver. Por isso estou aqui para o terceiro dia do desafio, que foi criado pelo blog Partes de um Diário.

Dia 03 – O livro mais barato que você Comprou

Olha, esse foi mais difícil de decidir do que o do dia anterior, mas criei alguns critérios e acabei por decidi pelo meu livro das Crônicas de Nárnia.
Existe, é claro, os meus livros da Ed. Martin Claret, mas eu resolvi usar um critério mais subjetivo ainda, pois afinal, os livros da Martin Claret não contam...
O meu livro das crônicas de Nárnia, volume único, me valeu uma bagatela de 20,00 (devo ressaltar que o meu exemplar é novinho, direto da livraria para minha mão), levando-se em consideração que o exemplar vem com 7 livros em um só, eu peguei o valor total e dividi por sete, isso me deu uma margem de mais ou menos R$ 2,85 por livro. Logo, na minha humilde opinião, este foi o livro mais barato que eu já comprei! E vale apena viu? O livro é très bon!

6 de jun de 2010

Desafio Literário - 10 Livros em 10 Dias - Dia 2

Ops, estou eu aqui de novo, conseguindo postar o segundo dia, driblando meu irmão e deixando de lado uma tonelada de obrigações.
Gostaria de Deixar registrado que juguei que seria difícil escolher o livro que menos gostei, e agora no mano a mano, pensei e vi que existem muitas obras que merecem meu repúdio. Como só posso escolher um, então lá Vai...

Dia 02 – O livro que você menos gostou:
Eram os Deuses astronautas??? Dúvido que alguém dos blogs literários que eu visito tenha lido esse livro. Só eu que sou lunática!!!
Eu peguei esse livro para ler a uns três anos atrás, fanática por teorias conspiratórias, acabei pegando na biblioteca pública por que uma professora me indicou. Nunca li, dei uma folheada, depois vi o documentário. Um lixo atômico de pior espécie. O livro como já disse, fala de teorias conspiratórias, mas é completamente lunático, como pelo próprio nome pode-se notar, é completamente aquém da realidade. Todos os mistérios eles julgam que foram obra de ET’s, como eu não acredito nisso não preciso nem comentar... Teoria conspiratória é uma coisa, loucura é outra completamente diferente...

5 de jun de 2010

Desafio Literário - 10 Livros em 10 Dias - Dia 1

O desafio foi lançado pelo blog Partes de Um Diário, mas eu apenas o vi no blog da Iris, 365 livros por ano. Gostei do desafio e como é muito diferente dos que eu já vi, e parece ser bem legal, resolvi participar.

Estou bastante receosa se irei conseguir postar todos os dias, pois não são todos os dia que me permito mexer na net, mas vou ver o que faço, além disso também tem que estou na resta final do período, as épocas de prova tanto no Francês quanto na faculdade estão dando vistas, e a gincana lá na igreja pode apertar um pouco a situação. Mas vou fazer um esforço.

São 10 dias, e cada dia consiste em uma tarefa, que são:

01° dia – Livro que você mais gostou;
02° dia – Livro que você mais odiou;
03° dia – Livro mais barato que você comprou;
04° dia – Livro mais caro que você comprou;
05° dia – Livro que mais te fez ter a atenção nele;
06° dia – Livro que menos te fez ter a atenção nele;
07° dia – Livro que você mais recomenda;
08° dia – Livro que você menos recomenda;
09° dia – Livro que série você mais gosta;
10° dia – Livro mais velho que você tem ou leu;

Ok, então deixe eu fazer o meu!

Dia 01 - O livro que você mais gostou:

É muito dificil escolher o livro que eu mais gostei, em via de regra eu gosto de todos, mas é claro, de um modo diferente. Posso fazer uma comparação a hierarquia das leis no direito: " Não existe hierarquia, apenas Competências diferentes...". O mesmo se aplica para mim em relação aos meus livros, só tem âmbitos diferentes... (Aff! Isso é que dá ser tão eclética!) Então, por isso eu escolhi um que eu gosto muito devido o seu tema:

Ele escolheu os Cravos - Max Lucado

Esse é de longe o meu livro predileto do Max. Aliás, eu gosto de todos os livros dele, mas esse foi o que mais me cativou.
Você sabe por que Jesus escolheu os Cravos? Ele não era o próprio Deus encarnado? Então, por que ele escolheu os cravos? Esse livro nós relata todos as promessas da cruz em cada um de seus detalhes, e além disso nós leva a tomar conhecimento do grande amor de Cristo por nós.

Orgulho e Preconceito # 3

Achei um vídeo no youtube com as cenas mais legais do filme Orgulho e Preconceito 2005. É muito bonito, vale apena conferir:

Minhas leituras do Mês de Abril e Maio

Ano passado eu consegui cumprir a meta de ler ao menos um livro por mês, por mais que na verdade eu tenha lido mais nas férias do que no resto do ano. Janeiro deste ano eu li um livro apenas (uma vergonha), Fevereiro eu li quatro no período de quinze dias (os quatro livros da Sociedade Rosa e Túmulo me deixaram louca), Março eu tive a pouca vergonha de ler um único livro.
Eu sempre amei ler, mas quando passei estudar de manhã sofri para me adaptar, depois veio o cursinho pré vestibular que me proibiu de ler (não conseguia ler muitos livros), depois que eu entrei na faculdade tenho tido uma luta para ler (vocês não tem idéia como a faculdade absorve agente). Como gosto muito de ler e existem muitos livros que desejo 'conhecer', ano passado decidi que deveria ler ao menos um por mês, consegui em parte.

Este ano, em meados de março decidi que para uma pessoa que gosta tanto de ler como eu, deveria dar um jeito de ler mais. Bolei a idéia de ler dois livros por mês ou 1 a cada semana. Logo em seguida descobri um desafio literário no 365 livros por ano, na verdade é de um outro blog, mas a dona do blog estava aderindo a campanha. Logo vi a oportunidade de ler mais livros. Fiz os cálculos e descobri que se eu lesse um livro por semana, no final do ano eu teria lido 52, logo, daria para eu aderir á campanha. E eu aderi, afinal de contas eu tinha apenas me esforçar para entrar no ritmo.

É com muita felicidade que posso dizer que tenho conseguido entrar no ritmo, esses dois últimos meses eu li 9 livros, isso é ótimo por que eu adoro ler... E com o feriadão vou ver se consigo ler uns três...
Os livros lidos nestes dois últimos meses foram:

Universalismo Europeu – Immanuel Wallerstein
Conte-me seus sonhos – Sidney Sheldan
Razões para acreditar na bíblia – Davi Lago
A escolha de Thelma – Janette Okke
As crônicas de Nárnia – O sobrinho do Mago, C. S. Lweis
Emma – Jane Austen
A amiga da senhora Maigret- Georges Simenon
O medo de Maigret - Georges Simenon
Orgulho e preconceito – Jane Austen

Fiquei muito feliz, não tinha nada que me entristecia mais do que não poder ler meus livros ou começar a lê-los e não terminá-los por falta de tempo. Espero que com as férias do meio do ano eu consiga pôr em dia as minhas leituras...

Orgulho e Preconceito # 2 - O casal mais Romântico

 Ok, Ok, ainda estou na minha febre Lizzy e Darcy! Mas me deixem viver minhas loucuras frenéticas por este casal, ta certo? Gostaria de deixar registrado os motivos pelos quais gosto tanto de Darcy e Elizabeth.

1- o primeiro e mais importante: Eu AMO romances em que os protagonistas tem uma certa rixa entre si. Não sei por que, mas acho isso sensacional. Ah, não façam perguntas difíceis, eu realmente não sei por que gosto disso, simplesmente gosto. Ok?

2- Também gostei de ver que foi Darcy quem se apaixonou primeiro e não Lizzy. Aqui devo acrescentar, os dois pombinhos não ficaram juntos antes por pura tolice. Se Darcy não tivesse ferido o orgulho de Elizabeth e ela não tivesse usado isso para notar todas as falhas do caráter dele, devo dizer que eles estariam unidos muito antes do meio do livro.

3- A declaração de Darcy. Meu Deus, aquilo me deixou embasbacada:
“Em vão venho lutado, mas de nada valeu. Meus sentimentos não podem ser reprimidos e permita-me dizer-lhe que a admiro e a amo ardentemente” (apesar de eu achar que a declaração do Mr. Darcy no filme é mais eloqüente).
Gente, este ardentemente me persegue... É simplesmente lindo!

4- Acho muito engraçado a forma de Darcy agir para com Elizabeth depois que ele descobre que a ama. E não obstante as tentativas frustradas de tomar coragem para se declarar, hahaha, eu ri demais nessas partes.

5- O final alternativo americano da versão 2005. Não me sai da cabeça, Matthew Macfadyen Falando Mrs Darcy... Simplesmente arrebatador!!!!

6- O final do livro, achei muito bonito, sem contar que apesar de brevemente, conta-se um pouco da vida conjugal do casal.

7- o jeito como Elizabeth era sarcástica com Darcy. Na verdade ela chegava ser cruel. Também devo acrescentar que me chamou bastante atenção a indulgência dele para com ela, ele a amava tanto que perdoava até as injurias dela contra sua pessoa.

8- A parcela de contribuição de Lady Catherine (eu simplesmente odeio essa personagem), mesmo que involuntária, ela mal sabia, mas estava dando combustível para o coração do sobrinho.

9- A descoberta de Elizabeth sobre os seus sentimentos em relação ao Mr. Darcy. Ela é muito tapada, demorou a se dar conta de seus sentimentos, mas em fim descobriu que estava apaixonada por Darcy a ponto de desejar que ele fizesse a proposta de casamento novamente.

10- Por último e não menos importante, a mudança de Mr. Darcy, a necessidade de fazer tudo o que agradasse Elizabeth. A forma como ele se dá conta que de fato era orgulhoso e egoísta (E que havia sido arrogante com ela).

Existem vários outros detalhes em O&P, que me chamam a atenção, mas esses são os mais importantes. No mais, deixo a recomendação de que leiam Orgulho e preconceito e zumbis (uma obra doida, mas engraçada), o mangá e o comics do romance (se por acaso alguém souber ler japonês e inglês), não deixar de ver o filme(versão 2005) e o seriado(o Colin Firth também estava d+), a fanfic O outro lado de orgulho e preconceito (a fanfic esta traduzida e tem no 4shared, é muito boa, é a versão de Darcy de Orgulho e preconceito), ler o livro Mr. Darcy Diary (que é o diário de Mr. Darcy, dizem que ele é bonzinho, só tem em inglês, mas é possível achar na net ele traduzido) e ler as diversas fanfics no site: Jane Austen Fan Fics
Várias outras obras foram escritas sobre O&P, mas essas são as mais importantes e conhecidas. No mais divirtam-se...

E isso é tudo...?

Orgulho e Preconceito #1

Eu nunca descrevi aqui a grande estima que tenho por orgulho e preconceito, mas sim, eu o tenho. Estou em uma gigantesca dívida com a minha querida amiga Dayana, por quê? Porque foi ela que me deu a oportunidade de conhecer Mr. Darcy! Hum hum, quero dizer, Orgulho e Preconceito.
Isso foi a exatos 3 anos atrás, lembro-me que estávamos no terceiro ano e era aniversário dela(dia 8 de Maio). Ela não sabe a oportunidade que la me concedeu, ela não apenas abriu-me o conhecimento a um filme fantástico, mas a oportunidade de entrar em um mundo literário que eu pouco conhecia.
Me apaixonei pelo Casal Darcy e acabei querendo ler a obra original. Como diz minha mãe, quando eu gosto de uma coisa eu tenho que saber tudo a respeito sobre o assunto, caso contrario não fico satisfeita. Aquela época não foi muito oportuna para saber tudo sobre orgulho e preconceito, mas posso dizer que atualmente estou desfrutando dessa oportunidade.
Toda essa paixão pelas obras de Austen voltou quando eu estava lendo Emma(não que ela tenha deixado de existir), um dos livros da Autora que a muito tempo estava louca para ler. Na verdade Emma era um dos livros de Austen que não tinha na biblioteca pública na época de minha empolgação. Mas meses atrás vi o livro ali disponível, corri e peguei para ler, imaginem minha satisfação. O grande problema vem depois...
Bem enquanto lia Emma, não conseguia deixar de lembrar de Lizzy e Darcy, até que um dia não agüentei e acabei vendo o filme novamente, preciso dizer que quis ler o livro Imediatamente? E graças aos céus, depois de ter exemplar de O&P guardado em minha estante por quase três anos, tomei vergonha na cara e li. E devo dizer que fiquei deleitada com os diálogos ali travados e que foram retirados do filme.
Amei o livro e minha afeição por Lizzy e Darcy cresceu mais e mais. Como posso descrever aquele romance perfeito? Indescritível!!!! Mas devo acrescentar que por mais que eu participe da Comunidade do Orkut: quero um Mr. Darcy pra mim, não acredito que tal homem exista e estou deveras satisfeita com o meu namorado. Na verdade procuro ver as qualidades que ele e Darcy tem em comum.
No mais, som queria deixar registrado que amo esse casal. Que apesar de ter lido praticamente todos os livros de Austen e estar lendo aqueles que ainda não havia lido, na minha opinião, O&P é sem sombra de dúvida a melhor obra da autora. É para mim a melhor obra dela, por que Austen tirou um pouco da sua própria história para escrever esse romance e deu o desfecho que gostaria que tivesse acontecido em sua própria vida (há quem diga que Mr. Darcy é inspirado em um rapaz que Austen gostou muito, mas que infelizmente não pode se casar com ele)

4 de jun de 2010

Livros que quero ler #1

Copiando a Coluna livrosqe quero ler do blog 365 livros por anos, deixo eu aqui postado dois livros que almejo muito ler. São eles:

O conde de Monte Cristo – Alexandre Dumas

O livro conta a história de um marinheiro que foi preso injustamente. Lá, conhece um clérigo de quem fica amigo. Quando o clérigo morre, ele escapa da prisão e toma posse de uma misteriosa fortuna. O marinheiro, agora em condições financeiras, pode vingar-se daqueles que o levaram à vida de prisioneiro.






Helena de Tróia – Margaret George
A história da mais lendária guerra de todos os tempos travada entre gregos e troianos cerca de 1.200 anos antes de Cristo, é contada agora pela própria Helena, a mulher cujo rosto teve a reputação de “lançar ao mar mil navios” para os combates. O público feminino vai adorar este “novo olhar” e o masculino vai se arrebatar com os atos heróicos vividos por Heitor, Aquiles, Odisseu (Ulisses), Príamo, Clitemnestra, Agamêmnon e Páris, entre tantos outros personagens lendários. Plena de profecias e de maus agouros, a história de Helena de Tróia torna-se surpreendente nas mãos da talentosa Margaret George. Impossível não se apaixonar por Helena, entrar para seus sonhos, vivenciar seus desprazeres e imaginar detalhadamente os tempos históricos em que ela viveu.

Este mês de Maio...

Com mil e uma coisas para colocar aqui, tenho sido dominada pela preguiça e fazendo bem menos do que deveria. Este mês li muito, em contra partida li pouco a bíblia. Eu sabia, o que havia sido um louvor em Abril, seria minha vergonha nesse mês de Maio.
Muitas coisas aconteceram em maio, minha vida virou de cabeça para baixo e devo confessar que em alguns momentos achei que não iria suportar, ou que iria desistir. Estou muito agradecida a Deus por ter me segurado nos braços e ter me ajudado em momentos tão difíceis, sem ele eu não estaria aqui.
Antes do final do mês eu havia escrito na minha agenda que havia odiado o mês, que foi um momento muito ruim em minha vida. Pelas minhas próprias palavras:
“...o mês de maio foi péssimo... Quase não fui a igreja, não estou satisfeita com minhas notas, quase não orei...”
Digo que na última semana deste mês tenebroso Deus me presenteou com muitas vitórias. Uma delas foi á nota de penal, lembro-me que perdi media nessa matéria que eu tanto sabia e tanto havia estudado, meu abatimento foi tamanho que perdi completamente o interesse pela matéria, na segunda prova nem estudei direito e quando vi a prova me desesperei e me segurei naquele que confio. Pedi a Deus pra me ajudar, que havia dedicado a ele minha faculdade e que eu não tinha condições de fazer aquela prova e que somente ele poderia me ajudar. Como posso descrever minha surpresa ao receber minha nota? Tirei 16, o suficiente para recuperar a nota perdida da outra prova. Não tive dúvida de que aquela nota foi conquista pelas mãos de Deus.
Muitas outras bênçãos ele me concedeu nesta última semana, a de meu pai ler a bíblia, a mudança de atitude do meu namorado com algumas pessoas da igreja. Ouvir da boca do Kaka (nosso coordenador) que ele queria ajudar o Carlos, foi uma resposta de Deus as minhas orações. SENHOR COMO POSSO TE AGRADECER POR TANTAS BENÇÃOS DAS QUAIS NÃO SOU DIGNA? Simplesmente não sei!
Fico feliz a cada dia que passa, pois posso aprender mais e mais com Deus e ver que tenho nele um porto seguro. O mês de Maio foi difícil, mas no final deu tudo certo. Ainda há muitas vitórias a conquistar, mas um passo de cada vez, Deus ainda tem muito o que me ensinar.