23 de nov de 2008

Leis sem noção, que fazem sentido

GUIA PRÁTICO DA CIÊNCIA MODERNA
1. Se mexer, pertence à biologia.
2. Se feder, pertence à química.
3. Se não funciona, pertence à física.
4. Se ninguém entende, é matemática.
5. Se não faz sentido, é economia ou psicologia.
6. Se mexer, feder, não funcionar, ninguém entender e não fizer sentido, é INFORMÁTICA.

LEI DA PROCURA INDIRETA
1. O modo mais rápido de se encontrar uma coisa é procurar outra.
2. Você sempre encontra aquilo que não está procurando.

LEI DA TELEFONIA
1. Quando te ligam: se você tem caneta, não tem papel. Se tiver papel, não tem caneta. Se tiver ambos, ninguém liga.
2. Quando você liga para números errados de telefone, eles nunca estão ocupados.
Parágrafo único: Todo corpo mergulhado numa banheira ou debaixo do chuveiro faz tocar o telefone.

LEI DAS UNIDADES DE MEDIDA
Se estiver escrito 'Tamanho Único', é porque não serve em ninguém, muito menos em você.

LEI DA GRAVIDADE
Se você consegue manter a cabeça enquanto à sua volta todos estão perdendo, provavelmente você não está entendendo a gravidade da situação.

LEI DOS CURSOS, PROVAS E AFINS
80% da prova final será baseada na única aula a que você não compareceu, baseadano único livro que você não leu.

LEI DA QUEDA LIVRE
1. Qualquer esforço para se agarrar um objeto em queda, provoca mais destruiçãodo que se o deixássemos cair naturalmente.
2. A probabilidade de o pão cair como lado da manteiga virado para baixo é proporcional ao valor do carpete.

LEI DAS FILAS E DOS ENGARRAFAMENTOS
A fila do lado sempre anda mais rápido.
Parágrafo único: Não adianta mudar defila. A outra é sempre mais rápida.

LEI DA RELATIVIDADE DOCUMENTADA
Nada é tão fácil quanto parece, nem tão difícil quanto a explicação do manual.

LEI DO ESPARADRAPO
Existem dois tipos de esparadrapo: o que não gruda e o que não sai.

LEI DA VIDA
1. Uma pessoa saudável é aquela que não foi suficientemente examinada.
2. Tudo que é bom na vida é ilegal, imoral ou engorda.

LEI DA ATRAÇÃO DE PARTÍCULAS
Toda partícula que voa sempre encontra um olho aberto.

Leia com Atenção!!!

Foi provado, após acompanhamento de vários casos, que toda mulher precisa de dois homens: um em casa e outro fora de casa. Para entender, é muito simples: O marido cuida da parte financeira, paga as contas dos filhos, da esposa e da casa. O outro cuida de você. O marido fala dos problemas, das contas a pagar, das dificuldades do dia. O outro fala da saudade que sentiu de você durante a sua ausência. O marido compra uma roupa nova para ir a um compromisso de trabalho. O outro tira essa mesma roupa só pra você. O marido dorme com aquela camiseta velha e de cueca (as vezes até de meia). O outro dorme completamente nu, abraçadinho a você. O marido reclama das coisas que tem que consertar em casa. O outro te recebe no apartamento onde tudo funciona perfeitamente. O marido telefona pra casa e fica perguntando o que tem que comprar noaçougue, no supermercado, padaria e etc. O outro telefona só pra dizer que comprou um champagne que você vai adorar. O marido reclama do chefe, do trabalho, do cansaço de acordar cedo. O outro reclama a sua ausência e os dias que fica sem te ver. Bem, você vai me perguntar :- Por que não trocar o marido pelo amante? Pelo simples fato de que o amante, se for viver com você, passará para o papel de marido e logo, logo, você precisará arrumar outro. Esqueci o imprescindível: O outro nunca vai tomar cerveja com os amigos numa sexta-feira!

9 de out de 2008

Jesus Planejou tudo - Max Lucado

"Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” João 1:29.
Jesus planejou seu próprio sacrifício.
Isso significa que Jesus intencionalmente plantou a árvore a partir da qual sua cruz seria entalhada.
Isso significa que ele desejosamente colocou o minério de ferro no centro da terra a partir do qual os pregos seriam moldados.
Isso significa que ele voluntariamente colocou o seu Judas no útero de uma mulher.
Isso significa que Cristo foi aquele que colocou em movimento a máquina política que enviaria Pilatos a Jerusalém.
E isso também significa que ele não era obrigado a fazer isso - mas ele fez.

2 de out de 2008

Código de ética dos índios norte-americanos

1. Levante com o Sol para orar. Ore sozinho. Ore com freqüência. O Grande Espírito o escutará se você, ao menos, falar.
2. Seja tolerante com aqueles que estão perdidos no caminho. A ignorância, o convencimento, a raiva, o ciúme e a avareza, originam-se de uma alma perdida.Ore para que eles encontrem o caminho do Grande Espírito.
3. Procure conhecer-se, por si próprio. Não permita que outros façam seu caminho por você. É sua estrada, e somente sua. Outros podem andar ao seu lado, mas ninguém pode andar por você. 4. Trate os convidados em seu lar com muita consideração. Sirva-os o melhor alimento, a melhor cama e trate-os com respeito e honra.
5. Não tome o que não é seu. Seja de uma pessoa, da comunidade, da natureza, ou da cultura. Se não foi ganhado nem foi dado, não é seu.
6. Respeite todas as coisas que foram colocadas sobre a Terra. Sejam elas pessoas, plantas ou animais.
7. Respeite os pensamentos, desejos e palavras das pessoas. Nunca interrompa os outros nem ridicularize, nem rudemente os imite. Permita a cada pessoa o direito da expressão pessoal.
8. Nunca fale dos outros de uma maneira má. A energia negativa que você colocar para fora no universo, voltará multiplicada a você.
9. Todas as pessoas cometem erros. E todos os erros podem ser perdoados.
10. Pensamentos maus causam doenças da mente, do corpo e do espírito. Pratique o otimismo. 11. A natureza não é para nós, ela é uma parte de nós. Toda a natureza faz parte da nossa família Terrena.
12. As crianças são as sementes do nosso futuro. Plante amor nos seus corações e ágüe com sabedoria e lições da vida. Quando forem crescidos, de-lhes espaço para que cresçam.
13. Evite machucar os corações das pessoas. O veneno da dor causada a outros, retornará a você. 14. Seja sincero e verdadeiro em todas as situações. A honestidade é o grande teste para a nossa herança do universo.
15. Mantenha-se equilibrado. Seu Mental, seu Espiritual, seu Emocional, e seu Físico, todos necessitam ser fortes, puros e saudáveis. Trabalhe o seu Físico para fortalecer o seu Mental. Enriqueça o seu Espiritual para curar o seu Emocional.
16. Tome decisões conscientes de como você será e como reagirá. Seja responsável por suas próprias ações.
17. Respeite a privacidade e o espaço pessoal dos outros. Não toque as propriedades pessoais de outras pessoas, especialmente objetos religiosos e sagrados. Isto é proibido.
18. Comece sendo verdadeiro consigo mesmo. Se você não puder nutrir e ajudar a si mesmo, você não poderá nutrir e ajudar os outros.
19. Respeite outras crenças religiosas. Não force suas crenças sobre os outros.
20. Compartilhe sua boa fortuna com os outros. Participe com caridade. "

23 de set de 2008

Pátria Madastra Vil????

Este texto foi feito por Clarice Zeitel Vianna Silva, uma estudante de direito da UFRJ em um concurso da UNESCO, achei muito interessante por isso resolvi compartilhá-lo. Não é nem necessário acrescentar palavras, o texto é completo, e muito bem estruturado...
~*~*~*~*~*~

'PÁTRIA MADRASTA VIL'

Onde já se viu tanto excesso de falta? Abundância de inexistência. .. Exagero de escassez... Contraditórios? ? Então aí está! O novo nome do nosso país! Não pode haver sinônimo melhor para BRASIL.
Porque o Brasil nada mais é do que o excesso de falta de caráter, a abundância de inexistência de solidariedade, o exagero de escassez de responsabilidade.
O Brasil nada mais é do que uma combinação mal engendrada - e friamente sistematizada - de contradições.
Há quem diga que 'dos filhos deste solo és mãe gentil.', mas eu digo que não é gentil e, muito menos, mãe. Pela definição que eu conheço de MÃE, o Brasil está mais para madrasta vil.
A minha mãe não 'tapa o sol com a peneira'. Não me daria, por exemplo, um lugar na universidade sem ter-me dado uma bela formação básica.E mesmo há 200 anos atrás não me aboliria da escravidão se soubesse que me restaria a liberdade apenas para morrer de fome. Porque a minha mãe não iria querer me enganar, iludir. Ela me daria um verdadeiro Pacote que fosse efetivo na resolução do problema, e que contivesse educação + liberdade + igualdade. Ela sabe que de nada me adianta ter educação pela metade, ou tê-la aprisionada pela falta de oportunidade, pela falta de escolha, acorrentada pela minha voz-nada-ativa. A minha mãe sabe que eu só vou crescer se a minha educação gerar liberdade e esta, por fim, igualdade. Uma segue a outra... Sem nenhuma contradição!
É disso que o Brasil precisa: mudanças estruturais, revolucionárias, que quebrem esse sistema-esquema social montado; mudanças que não sejam hipócritas, mudanças que transformem!A mudança que nada muda é só mais uma contradição. Os governantes (às vezes) dão uns peixinhos, mas não ensinam a pescar. E a educação libertadora entra aí. O povo está tão paralisado pela ignorância que não sabe a que tem direito. Não aprendeu o que é ser cidadão.
Porém, ainda nos falta um fator fundamental para o alcance da igualdade: nossa participação efetiva; as mudanças dentro do corpo burocrático do Estado não modificam a estrutura. As classes média e alta - tão confortavelmente situadas na pirâmide social - terão que fazer mais do que reclamar (o que só serve mesmo para aliviar nossa culpa)... Mas estão elas preparadas para isso?
Eu acredito profundamente que só uma revolução estrutural, feita de dentro pra fora e que não exclua nada nem ninguém de seus efeitos, possa acabar com a pobreza e desigualdade no Brasil.
Afinal, de que serve um governo que não administra? De que serve uma mãe que não afaga? E, finalmente, de que serve um Homem que não se posiciona?
Talvez o sentido de nossa própria existência esteja ligado, justamente, a um posicionamento perante o mundo como um todo. Sem egoísmo. Cada um por todos...
Algumas perguntas, quando auto-indagadas, se tornam elucidativas. Pergunte-se: quero ser pobre no Brasil? Filho de uma mãe gentil ou de uma madrasta vil? Ser tratado como cidadão ou excluído? Como gente... Ou como bicho?

21 de set de 2008

Dexter

É uma história cheia de reviravoltas sobre um especialista em medicina forense da polícia que passa parte
de seu tempo perseguindo assassinos que ultrapassaram os limites da justiça. Mas será esse um caminho possível para um serial killer?Dexter é um personagem complexo cujo código moral e ações talvez sejam chocantes para alguns — e totalmente injustificáveis para outros. Na superfície, Dexter é um homem bom e charmoso. Durante o dia, ele é um especialista em sangue que trabalha ao lado da equipe da divisão de homicídios do departamento de polícia de Miami e vai além do seu trabalho para solucionar os assassinatos. Seu trabalho na verdade serve para ocultar sua verdadeira ocupação, a de serial killer, que consiste em matar aqueles que conseguiram escapar da polícia. Logo se descobre as origens do seu comportamento: após ficar órfão aos 4 anos e guardar um traumático segredo, Dexter é adotado por Harry Morgan, um policial que reconhece as tendências homicidas dele e guia seu filho para mudar sua terrível paixão em dissecar humanos para algo mais construtivo. Como todos os serial killers, o lado obscuro de Dexter é escondido das pessoas com quem ele passa mais tempo, principalmente daqueles que ele ama. Sua irmã Debra, que não desconfia de nada, A paixão por sua adorável namorada Rita.


Comentários: sou suspeita a comentar! Devo dizer que, quando me indicaram para ver a série eu não coloquei muita fé não, mas depois de ver os dez primeiros minutos, eu fui obrigada a tirar o chapéu. Minha nota? Hum...deixe me ver...10, é claro. Mas sem mais delongas, devo dizer que a série é muito boa, Dexter é um vilão adorável, um perfeito anti-héroi. E o que dizer do seu humor irônico e suas idéias sádicas??? Eu fico até sem palavras... A estória mistura todos os ingredientes para ser boa, mistério, crimes, suspense e uma boa pitada de humor (que não estraga a série) da parte do Dexter. Um serial killer diferente e muito amável!!!


Receita de Felicidade - Irlanda Gino

Ingredientes:
5 xícaras de amor
3 xícaras de paz
4 xícaras de saúde
6 xícaras de água pura e crsitalina
1 1/2 xicara de descanso espiritual
3 colheres bem cheias de alegria
1 colher de energia
1 pitada de encantamento

Modo de preparo:
-Misture bem o amor, a pa a saúde nas 6 xícaras de agua pura e cristalina. Bata bem.
-Acrescente aos poucos o descanso espiritual, que é fundamental para a massa ficar consistente e adoce com as colheres de alegria.
-Em seguida, coloqueuma colher de energia.
-Amasse bem, enrole dourando com pincelasdas de raios de sol ao amanhecer.
-Coloque para assar em forno bem quente. Estão prontos os biscoitos. Basta comê-los e será feliz.
(Irlanda Gino)

16 de set de 2008

Quando me amei de verdade

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato. E, então, pude relaxar.Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que a minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra as minhas verdades.Hoje sei que isso é... Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fossediferentee comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento. Hoje chamo isso de... Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentarforçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.Hoje sei que o nome disso é... Respeito.
Quando me amei de verdade, comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável ... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início, minha razão chamou essa atitude de egoísmo.Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.Hoje sei que isso é... Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer ter sempre razão e, com isso, errei muito menos vezes. Hoje descobri a... Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o Futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que a minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando eu a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.Tudo isso é.... Saber viver!!!
(Charles Chaplin)

25 de ago de 2008

A Múmia: Tumba do imperador Dragão

Sinopse: Condenado pela amargurada feiticeira Zi Yuan a passar a eternidade imóvel, o impiedoso Imperador Dragão da China e seus 10 mil guerreiros ficaram esquecidos por Eras, sepultados em argila como um vasto e silencioso exército de terracota. Mas, ao desenterrar o soberano, o jovem aventureiro e arqueólogo Alex O’Connell precisa buscar a ajuda das únicas pessoas que sabem mais do que ele sobre derrotar mortos-vivos: seus pais. Quando o imperador volta à vida, a família O’Connell descobre que a busca do soberano pela dominação mundial se intensificou ao longo do tempo.
Comentários: Hum, minha nota seria 5 para o filme. O filme poderia ser chamado de filme meia boca, um filme bom, mas que fez com que seus pecados fossem cruéis. A história do filme é interessantíssima, tinha tudo para ser espetacular, eu até sai satisfeita da sala de cinema, mas houveram alguns detalhes que mataram, aquilo o que era pra ser uma super produção. O filme foi muito clichê, a história seguiu o mesmo ritmo dos outros dois filme anteriores, então ficou uma mesmice sem precedentes, aliás, parecia uma reprodução d’O Retorno da Múmia. Depois veio um detalhe dos mais marcantes, não havia química entre Rick e sua esposa (Maria Bello),  o erro que matou de vez o filme: Rachel Weisz. Nada contra a atriz que fez o papel da Evelyn, mas é que ela deixou a personagem sem sal, a química com o Fraser não rolava de jeito algum. Eu passei pelo menos dois terços do filme tentando imaginar a Rachel no filme, o que chega a ser chato! Acho que esse foi o principal erro, porque ela tinha um carisma irreparável, sem contar o terror que é ver um filme que é continuação de um outro, e que se troca o ator que fazia o personagem. Na minha opinião, o filme poderia até ter sido clichê como foi, se Rachel Weisz estivesse no elenco. No geral, o filme é bom, mas é só para passar tempo, não da para sair recomendando para Deus e o mundo ver.
P.S.: Não estou bajulando a Rachel não, é que realmente a sua ausência foi sentida no filme.

9 de ago de 2008

Eu sei, mas não devia - Mariana Colasanti


Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.
A gente se acostuma a morar em apartamento de fundos
e a não ter outra vista que não seja as janelas ao redor.

E porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora.
E porque não olha para fora logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas.
E porque não abre as cortinas logo se acostuma acender mais cedo a luz.
E a medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora.
A tomar café correndo porque está atrasado.
A ler jornal no ônibus porque não pode perder tempo da viagem.
A comer sanduíche porque não dá pra almoçar.
A sair do trabalho porque já é noite.
A cochilar no ônibus porque está cansado.
A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra.
E aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja número para os mortos.
E aceitando os números aceita não acreditar nas negociações de paz,
aceita ler todo dia da guerra, dos números, da longa duração.

A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone: hoje não posso ir.
A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta.
A ser ignorado quando precisava tanto ser visto.
A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita.
A lutar para ganhar o dinheiro com que pagar.

E a ganhar menos do que precisa.
E a fazer filas para pagar.
E a pagar mais do que as coisas valem.
E a saber que cada vez pagará mais.
E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas que se cobra

A gente se acostuma a andar na rua e a ver cartazes.
A abrir as revistas e a ver anúncios.
A ligar a televisão e a ver comerciais.
A ir ao cinema e engolir publicidade.
A ser instigado, conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos.
A gente se acostuma à poluição.

As salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro.
A luz artificial de ligeiro tremor.
Ao choque que os olhos levam na luz natural.
Às bactérias da água potável.
A contaminação da água do mar.
A lenta morte dos rios.

Se acostuma a não ouvir o passarinho, a não ter galo de madrugada, a temer a hidrofobia dos cães,
a não colher fruta no pé, a não ter sequer uma planta.
A gente se acostuma a coisas demais para não sofrer.

Em doses pequenas, tentando não perceber, vai se afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá.
Se o cinema está cheio a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço.
Se a praia está contaminada a gente só molha os pés e sua no resto do corpo

Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana.
E se no fim de semana não há muito o que fazer a gente vai dormir cedo
e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.

A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele.
Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se da faca e da baioneta, para poupar o peito.
A gente se acostuma para poupar a vida que aos poucos se gasta e, que gasta, de tanto acostumar, se perde de si mesma.

Se perde de si mesma.Eu sei que a gente se acostuma …MAS NÃO DEVIA ! !

2 de ago de 2008

Primeiros Erros

Meu caminho é cada manhã
Não procure saber onde estou
Meu destino não é de ninguém
E eu não deixo
Os meus passos no chão
Se você não entende, não vê
Se não me vê, não entende...
Não procure saber onde estou
Se o meu jeito te surpreende
Se o meu corpo virasse sol
Se minha mente virasse sol
Mas só chove e chove
Chove e chove...
Se um dia eu pudesse ver
Meu passado inteiro
E fizesse parar de chover
Nos primeiros erros
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove e chove
Chove e chove...[2x]
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria
Mas só chove e chove
Chove e chove
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove e chove
Chove e chove...
~*~*~*~*~*~
Não sei por que, mas essa música de uma forma ou de outra sempre me marcou. Ela possui uma letra tão simples, porém tão reveladora. Simples e complexa, ela é um verdadeiro paradoxo. Ela é completamente aprazível de se ouvir, independente de qual seja a situação...

29 de jul de 2008

Perguntas Dificeis:

1 - Como se escreve zero em algarismos romanos???
2 - Por que os Flintstones comemoravam o Natal se eles viviam numa época antes de Cristo???
3 - Por que os filmes de batalha espaciais tem explosões tão barulhentas, se o som não se propaga no vácuo???
4 - Se depois do banho estamos limpos porque lavamos a toalha???
5 - Como é que a gente sabe que a carne de chester é de chester se nunca ninguém viu um chester???
6 - Por que quando aparece no computador a frase "Teclado Não Instalado", o fabricante pede p/ apertar qualquer tecla???
7 - Se Deus está em todo lugar, por que as pessoas olham para cima para falar com ele???
8 - Se os homens são todos iguais, por que as mulheres escolhem tanto???
9 - Por que a palavra "Grande" é menor do que a palavra "Pequeno"???
10 - Por que "Separado" se escreve tudo junto e "Tudo Junto" se escreve separado???
11 - Se o vinho é líquido, como pode existir vinho seco???
12 - Por que as luas dos outros planetas tem nome, mas a nossa chamada só de lua???
13 - Por que quando a gente liga p/ um número errado nunca dá ocupado???
14 - Por que as pessoas apertam o controle remoto com mais força,quando a pilha está fraca??
15 - O instituto que emite os certificados de qualidade ISO 9002, tem qualidade certificada por quem???
16 - Quando inventaram o relógio, como sabiam que horas eram, para poder acertá-lo???
17 - Se a ciência consegue desvendar até os mistérios do DNA, porque ninguém descobriu ainda a fórmula da Coca-Cola???
18 - Como foi que a placa "É Proibido Pisar na Grama" foi colocada lá???
19 - Por que quando alguém nos pede que ajudemos a procurar um objeto perdido, temos a mania de perguntar: "Onde foi que você perdeu"???
20 - Por que tem gente que acorda os outros para perguntar se estavam dormindo???
21 - Se o Pato Donald não usa calças, por que ele amarra uma toalha na cintura quando sai do banho???

~*~*~*~*~*~
Essa eu recebi por e-mail e achei bastante interessante... É cada coisa que ele colocam para circular na internet...

Desejo e Reparação


Em 1935, no dia mais quente do ano na Inglaterra, Briony Talles (Romola Garai) e sua família se reúnem num fim de semana na mansão familiar. O momento político é de tensão, por conta da 2ª Guerra Mundial. Em meio ao calor opressivo emergem antigos ressentimentos familiares. Cinco anos antes, Briony, então aos 13 anos, usa sua imaginação de escritora principiante para acusar Robbie Turner (James McAvoy), o filho do caseiro e amante da sua irmã mais velha Cecília (Keira Knightley), de um crime que ele não cometeu. A acusação na época destruiu o amor da irmã e alterou de forma dramática várias vidas.
Comentários: Um ótimo filme, merecedor muito mais que um simples Oscar de melhor trilha sonora(o que na minha opinião, a trilha sonora de orgulho e preconceito foi muito melhor), merecia muito mais. A estória é linda, um filme de doer o coração, a estória de rendição de Briony é perfeita... O grã-finale é completamente inesperado, aliás, tudo é inesperado... Um estilo diferente de se fazer filmes! Na verdade, vai tudo muito além, o figurino impecável, a forma como o filme foi montado, o diretor teve todo um cuidado de repassar uma mesma cena; em um momento o ponto de vista de Briony, no outro momento a forma como de fato as coisas aconteceram. E daí por diante, foi tudo se misturando: a realidade da jovem e os reais fatos como aconteceram. Aplausos, pois este filme merece. Completamente diferente de outros romance.www.atonementthemovie.co.uk

A inutilidade das palavras

O ser humano criou a fala para se comunicar, a princípio era apenas grunhidos(levando em consideração a teoria da evolução, teoria da qual eu não compartilho), esses grunhidos associados a gestos passou a ter um significado específico. Assim o homem criou a fala da necessidade de se comunicar...
Alguns milhares de anos mais tarde, da necessidade de manter registrada sua história, os primeiros povos da Mesopotâmia criam a escrita (alguns outros povos como os maias também, mas como a história da ênfase ao povo que eu citei, ficaremos com ele mesmo), a escrita evoluiu e se tornou o que conhecemos hoje.
A fala e a escrita são muito úteis nos dias hoje, se elas não houvessem sido criadas, o mundo tecnologicamente falando, estaria atrasado em milhares de anos. Mas eu me pergunto, de que elas servem? Nada! Essa é a minha resposta.
Da mesma forma como tudo o que os seres humanos criam, elas ainda devem ser aperfeiçoadas, pois apenas aquilo que Deus criou é perfeito. Deus criou o mundo em seis dias, e no sétimo dia descansou. Apesar de sua agilidade em criar o mundo, ele foi perfeito em todos os detalhes... O homem, criou a escrita a mais de 7.000 anos atrás, mesmo assim ainda tem que aperfeiçoá-la.
Alguns podem me achar radical, talvez eu seja mesmo, mas você então me faça um favor: me explique o amor, defina o sentimento de amizade... O dicionário define o amor como sentimento que predispõe a alguém desejar o bem de outrem; e define amizade como sentimento de fiel afeição. Mas amor e amizade são termos bem mais amplos... Tão amplos que nossa escrita não pode explicar. Nossas palavras de nada servem para explicar a complexidade de tais sentimentos. Como explicar aquela sensação maravilhosa que enche seu coração quando você esta próximo daquela pessoa que tanto ama???
Como definir a compaixão? A tristeza? Outros dois termos tão amplos que nossas palavras mal podem explicar. É por isso que digo, as palavras são inúteis quando queremos definir nossos sentimentos, elas ainda são bastante arcaicas para poder definir sentimentos tão poderosos...
Pensando melhor, arcaica deve ser eu tentando colocar no papel a complexidade desses sentimentos, pois como eu disse, Deus é perfeito, e tudo que ele criou é igualmente perfeito, então por que eu tento explicar o inexplicável?
Serei eternamente uma admiradora daquilo que Deus criou, tentando de uma forma ou de outra usar palavras arcaicas para explicar a complexidade de Deus...
Por Natalie Baptiste Casalonga

Um dia...

Um dia cheguei a crer que certos sonhos não se realizariam, e eu estava certa, eles não se realizaram, simplesmente por que não estavam nos planos de Deus.
Cheguei a crer que coisas fantásticas nunca aconteceriam ao meu redor, até que me toquei e descobri que elas ocorriam a todo instante. O Mundo é grande e formidável, coisas boas acontecem a todo instante, da mesma forma que coisas ruins ocorrem, então chega de negativismo e comece a olhar o lado bom das coisas.
Existem certas coisas que jamais conseguiremos entender, segredos que jamais iremos descobrir, mistérios que já mais serão tocados, mas afinal de contas se não fosse assim, tudo perderia a graça.
Viva o hoje como se fosse o último dia, pare de se lamentar pelo que passou, esqueça aquilo que lhe causa dor e vença na vida! Pare de deixar a vida passar, pare de esperar que as coisas aconteçam, lute por aquilo que você quer, vença, viva, por que mais importante do que ganhar, é viver a vida.
Use, viva, exista! A vida se resume em apenas isto. Seja honesto, fiel, corajoso, integro, amigo... O que mais se pode querer da vida? Agora, não se esqueça da lei de Murphy, se você disser que algo dará errado, com certeza dará.
Hoje creio que meus sonhos não serão frustrados, é apenas crer para que eles se tornem realidade...

Por Natalie Baptiste Casalonga

28 de jul de 2008

Diga não as Drogas

Esse texto pertence a Luiz Fernando Veríssimo, há quem diga que não, que a ele não pertence. Bem, eu não sei, sempre que o li a autoria era dada a ele. Porém, tanto faz, o importante é a mensagem do texto. (Ele é grande, mas vale apena ler!)

~*~*~*~*~*~
Quero que vc preste muita atenção....não quero ver vc nessa situação... Experiências com as drogas Depoimento emocionado de Luiz Fernando Veríssimo sobre sua experiência com as Drogas. Tudo começou quando eu tinha uns 14 anos e um amigo chegou com aquele papo de " experimenta, depois quando você quiser é só parar..." e eu fui na dele. Primeiro ele me ofereceu coisa leve, disse que era de "raiz", da terra, que não fazia mal, e me deu um inofensivo disco do Chitãozinho e Xororó e em seguida um do Leandro e Leonardo. Achei legal, uma coisa bem brasileira; Mas a parada foi ficando mais pesada, o consumo cada vez mais frequente, comecei a chamar todo mundo de "amigo" e acabei comprando pela primeira vez. Lembro que cheguei na loja e pedi: Me dá um CD do Zezé de Camargo e Luciano. Era o princípio de tudo! Logo resolvi experimentar algo diferente e ele me ofereceu um CD de Axé. Ele dizia que era para relaxar; sabe, coisa leve... Banda Eva, Cheiro de Amor, Netinho, etc. Com o tempo, meu amigo foi me oferecendo coisas piores: o Tchan, Companhia do Pagode e muito mais. Após o uso contínuo, eu já não queria saber de coisas leves, eu queria algo mais pesado, mais desafiador, que me fizesse mexer os quadris como eu nunca havia mexido antes. Então, meu amigo me deu o que eu queria, um CD do Harmonia do Samba. Minha bunda passou a ser o centro da minha vida, razão do meu existir. Pensava só nessa parte do corpo, respirava por ela, vivia por ela! Mas, depois de muito tempo de consumo, a droga perde efeito, e você começa a querer cada vez mais, mais, mais...Comecei a frequentar o submundo e correr atrás das paradas. Foi a partir daí que começou a minha decadência. Fui ao show e ao encontro dos grupos Karametade e Só Pra Contrariar, e até comprei a Caras que tinha o Rodriguinho na capa. Quando dei por mim, já estava com o cabelo pintado de loiro, minha mão tinha crescido muito em função do pandeiro. Meus polegares já não se mexiam por eu passar o tempo todo fazendo sinais de positivo. Não deu outra: entrei para um grupo de pagode. Enquanto vários outros viciados cantavam uma música que não dizia nada, eu e mais outros 12 infelizes dançávamos alguns passinhos ensaiados, sorríamos e fazíamos sinais combinados. Lembro-me de um dia quando entrei nas lojas Americanas e pedi a Coletânea As melhores do Molejo". Foi terrível!! Eu já não pensava mais!!! Meu senso crítico havia sido dissolvido pelas rimas miseráveis e letras pouco arrojadas. Meu cérebro estava travado, não pensava em mais nada. Mas a fase negra ainda estava por vir. Cheguei ao fundo do poço, ao limiar da condição humana, quando comecei a escutar popozudas, bondes, tigres, MC Serginho, Lacraias, motinhas e tapinhas. Comecei a ter delírio e a dizer coisas sem sentido. Quando saía à noite para as festas, pedia tapas na cara e fazia gestos obscenos. Fui cercado por outros drogados, usuários das drogas mais estranhas que queriam me mostrar o caminho das pedras... Minha fraqueza era tanta que estive próximo de sucumbir aos radicais e ser dominado pela droga mais poderosa do mercado: Ki-Kokolexo. Hoje estou internado em uma clínica. Meus verdadeiros amigos fizeram a única coisa que poderiam ter feito por mim. Meu tratamento está sendo muito duro: doses cavalares de MPB, Bossa-Nova, Rock Progressivo e Blues. Mas o médico falou que eu talvez tenha de recorrer ao Jazz, e até mesmo a Mozarth e Bach. Queria aproveitar a oportunidade e aconselhar as pessoas a não se entregarem a esse tipo de droga. Os traficantes só pensam no dinheiro. Eles não se preocupam com a sua saúde, por isso tapam a visão para as coisas boas e te oferecem drogas. Se você não reagir, vai acabar drogado: alienado, inculto, manobrável, consumível, descartável, distante. Vai perder as referências e definhar mentalmente. Em vez de encher cabeça com porcaria, pratique esportes e, na dúvida, se não puder distinguir o que é droga ou não, faça o seguinte:
* Não ligue a TV no domingo à tarde;
* Não escute nada qu e venha de Goiânia ou do interior de São Paulo;
* Não entre em carros com adesivos "Fui.....";
* Se te oferecerem um CD, procure saber se o indivíduo foi ao programa da Hebe ou ao Sábado do Gugu;
* Mulheres gritando histericamente são outro indício;
* Não compre um CD que tenha mais de 6 pessoas na capa;
* Não vá a shows em que os suspeitos façam passos ensaiados;
* Não compre nenhum CD em que a capa tenha nuvens ao fundo;
* Não compre nenhum CD que tenha vendido mais de um milhão de cópias no Brasil, e
* Não escute nada em que o autor não consiga uma concordância verbal mínima.
Mas principalmente, duvide de tudo e de todos. A vida é bela!!!! Eu sei que você consegue!!! Diga não às drogas!!
Luis Fernando Verissimo

Reinaugurando...



Depois de um tempo parada, volto a escrever. Pra falar a verdade, estava precisando me reorganizar... Arrumei tempo, me organizei, e volto a escrever num estilo que á muito tempo venho tentando colocar aqui. Mudei de blog(ele não esta 100% como eu queria, mas tudo bem), mudei de endereço, mas não mudei meu conteúdo.
Aqui manterei meus textos desconexos, meus comentários sobre filmes, músicas, seriados, matérias que li, artigos de opinião, reprodução de artigos e textos que me chamam a atenção, livros, meus contos e etc e tal; e talvez, de vez em quando eu resolva falar um pouco sobre minha vida particular, mas acredito que isso será uma raridade.
Sei que não escreverei na perfeição que desejo, mas com o tempo eu melhoro, a vida é assim mesmo né... Então aqui ficam trechos de mim, pedaços da minha alma e memórias de um tempo inesquecível...