12 de fev de 2010

Férias

Livros Lidos em 2009

Se eu fizer um poste para cada livro que eu gostei durante o ano de 2009, irá dar muito trabalho, por isso resolvi fazer tudo em um único post. Então vamos lá:
E não sobrou nenhum – Agatha Christie
Eu nunca tinha lido nenhum livro dela, já havia ouvido falar muito bem sobre a autora, mas sinceramente, este livro foi o primeiro. A minha nota? 10! Ela dá um show em matéria de romance policial. Não sou expert no assunto (pra falar a verdade em assunto nenhum), mas dos livros que li o dela esta entre os muito bons. E olha que isso a coloca do lado do Sir Arthur Conan Doyle (diga-se de passagem, ambos são consagrados nesse estilo). Posso dizer francamente que Dan Brown fica no chinelo (gosto e li os livros dele, mas Agatha é d+).
A estória é bizarra por si só. Dez pessoas são convidadas a passar uns dias em uma ilha, a ilha do soldado! Misteriosamente os donos da propriedade não estão, mas deixou tudo para que seus convidados fiquem bem acomodados. Então coisas bizarras começam a acontecer... Um a um, os membros da ilha vão morrendo e não existe mais ninguém na ilha além deles. O assassino é um deles, mas quem? Só lendo para descobrir. E sinceramente você só irá descobrir depois de ler o posfácio. Fascinante!
Quem tem medo do Escuro – Sidney Sheldon
Também nunca havia lido nenhum livro dele, mas também já havia ouvido falar muito bem. A mesma pessoa que me emprestou o livro da Agatha me emprestou este também, e devo dizer: O livro é horrível! Romance mulherzinha é mil vezes melhor, sem sombra de dúvida... As 200 primeiras páginas são boas, as 170 últimas são miseráveis. Até a página 200 a enrolação era aceitável, mas depois ficou intragável. Sem contar que o desfecho final foi horrível. A história gira ao redor de Kelly e Diana, que teve seus maridos mortos inexplicavelmente e ambos trabalhavam para a mesma empresa. Porém um trabalhava no EUA e o outro na França. Misteriosamente alguém esta atrás delas querendo matá-las, sendo que elas conseguem escapar de todas, com as táticas mais idiotas do mundo. Simplesmente dão sorte do início ao fim da história. Bom até que a última parte quando elas escapam é aceitável, mas muito mal escrito. E a morte do vilão foi terrível, a morte em si não, mas a forma como ocorreu. E a notícia como aconteceu foi terrível. Minha nota é0.
Ele veio para libertar os cativos – Rebecca Brown
Verdade que eu já havia ouvido falar, mas nunca tive o interesse de ler, até o dia que uma amiga me aconselhou e me disse o que eu iria poder encontrar. Na primeira oportunidade peguei emprestado com minha tia, mas antes pesquisei sobre a autora, e não gostei do que li, uma vez que é um livro de cunho evangélico, e os comentários não eram nada bons. Disse isso a minha amiga, mas ela falou para ler, orei e pedi direção de Deus. Acreditei da primeira a ultima página do que li. Manual poderoso sobre guerra Espiritual, todos os cristãos deveriam ler. Rebecca começa contar o seu envolvimento com Deus quando estava fazendo residência em um hospital, e conhece então a mais importante e mais poderosa bruxa dos EUA. O livro conta a história da libertação dessa Bruxa, Elaine, uma história linda. No decorrer do livro a autora acaba nos ensinando importantes armas com as quais os cristãos devem se munir na batalha espiritual. Minha nota? 10.
Prepare-se para a Guerra – Rebecca Brown
Este livro nada mais é do que a continuação do livro “Ele veio para libertar os cativos”. No entanto neste livro, ao invés de dar mais enfoque a história, a autora ensina princípios e armas para a guerra espiritual. Com certeza quem leu o outro livro dela, também vai gostar deste aqui. Eu simplesmente amei. Outro livro que merece se guardado na estante de casa para eventuais consultas. Minha nota é 10!
O diário de Anne Frank – Anne Frank
Se eu não tivesse ganhado como presente eu nunca teria pego ou comprado este livro, havia-o pego uma única vez na escola, mas nunca passei da primeira página. Quem me deu foi uma amiga, que me conhecendo bem e resolveu unir o útil ao agradável. Simone sabe minha fascinação por 2º Guerra Mundial, como também sabe que adoro ganhar livros, o presente perfeito estava escolhido! Eu amei o livro, foi como se eu tivesse vivido a guerra de pertinho, e só re-afirmou uma coisa que eu já sabia: a arte imita a vida. A história de Anne parecia apenas mais uma, ver a evolução dos pensamentos dela, a riqueza de detalhes... Tudo, muito bom. Quer ter uma idéia de como era a guerra, lei o diário de Anne Frank.
O labirinto – Kate Mosse
Na verdade eu já tenho esse livro faz um tempinho, mas devido aos intempéries da vida só no inicio do ano pude Lê-lo. Amei, a história é sobre o graal, mas foge bastante do tradicional, e isso é muito bom... Conta a “história” de Aliäs, uma jovem que vive em Carcassona(França) em 1208. E paralelamente conta a história de Alice que nos tempos atuais vai fazer uma expedição em Los seres, estranhamente ambas tem alguma ligação. Aventura, mistério, romance e muito mais está misturado nessa história. Kate Mosse foi impecável! A escrita, os detalhes, tudo está conforme os padrões para quem gosta do estilo.
Dexter a mão esquerda de Deus –
O serial killer que todo mundo ama! Dexter Morgan trabalha para a perícia de Las Vegas como perito em borrifos de sangue (bizarro, não?). Ele leva uma vida “simples”, tem uma irmã que o adora (Deborah), uma namorada traumatizada (Rita sofreu muito na mão do ex-marido), e tem um bom emprego. Charmoso, atrai os olhares da mulherada (que ele não da bola), só que Dexter tem um segredo, nas noites de lua cheia o passageiro aparece... Dexter é um serial Killer que mata serial killer (é isso mesmo).
Lembro-me de quando conheci o Dexter, eu estava na locadora, o dono sabia que eu e meu pai gostávamos muito do gênero policial e disse que eu iria adorar ver o seriado Dexter, e bem, eu amei. Dexter é simplesmente o serial killer mais cativante. Depois surgiu a oportunidade de ler o livro... Minha nota? 10.(Tenho dúvida de quem gosto mais: Do Dexter ou do Hannibal)
Lua Nova –
É apenas a continuação de Crepusculo... Não estou
Midnight Sun –
Para quem leu e gosta de crepúsculo vale apena ler este livro, na verdade ele não está completo e dizem que a editora da Autora deixou vazar... Mas independente disso, vale apena ler os treze capítulos que foram liberados. A estória nada mais é do que a estória do primeiro livro da série Twinght, mas com um porém, é a versão do Edward, e diga-se de passagem, é muito boa. Sabe aqueles momentos que você daria de tudo para saber o que esta passando pela cabeça do nosso protagonista ou onde ele está? Pois é, aqui conta tudo. Porque o belo vampiro se apaixonou por uma adolescente chamada Isabela Swan. Vale apena conferir, mesmo que a história ainda esteja incompleta.
As memórias de uma gueixa
Por um acaso eu já comentei que adoro a cultura japonesa? Pois é, lembro-me quando loquei as Memórias de uma Gueixa e minha mãe dizendo que aquele filme só falava de prostitutas (na época nem eu sabia o que era uma gueixa e minha mãe tinha uma idéia distorcida sobre elas), não vi o filme, mas fiz uma cópia, minha mãe viu e adorou. Tempos depois, fazendo pesquisas para escrever uma fic que nunca saiu do papel, deparei-me com um post sobre o filme e o livro. Fiquei louca para ver o filme e ler o filme, e devo dizer li e vi e me apaixonei. Tudo gira em torno de chiyo, uma menina pobre que mora em uma cidadezinha humilde de igual modo. Ainda na tenra idade chiyo perde a sua mãe e sem saber por que ela e sua irmã são levadas para longe de seu pai. Elas vão morar no distrito de Gion, porém são separadas, chiyo é levada para uma okya, enquanto sua irmã é levada para uma casa de prostituição. A estória conta a luta de chyo para vencer os desafios da vida, como uma menina sozinha no mundo, pobre e miserável conseguiu ser uma das maiores gueixas de Gion. E o que ela sofreu para ter o homem que amava... Nota 10!
Diário de Vampiro, o despertar – L. J. Smith
Este é o livro do qual a autora de crepúsculo se inspirou para criar sua série Twingth. Neste primeiro livro conta a chegada de um misterioso rapaz a cidade Fell’s church, Stefan Salvatore, o belo rapaz atrai a atenção de Elena, a loira popular líder de torcida da escola da cidade. Atraída por ele, Elena tenta conquistá-lo de todas as formas possíveis. Na minha humilde opinião o livro é meia boca, o fato da protagonista ser loira, líder de torcida e ter um que de fútil quase mata a estória, em algumas partes devo confessar que eu gostei, mas outras eu detestei, custei pegar o embalo para ler o livro. Minha nota é 6, e eu achei o seriado muito melhor...

Como podem ver eu leio de tudo um pouco...

Saudades

Que vergonha, nem sei a última vez que vim aqui!!!
Disse que viria aqui mais freqüentemente neh? Ainda não consegui organizar minha vida. Espero que semestre que vem eu consiga. Agora que estou de férias espero poder escrever muito mais. Mil e uma coisas dentro da minha pequena caixinha que chamo de cérebro. Entenda, é demais para uma pessoa só.
Outro dia estava pensando, a tanto que quero fazer, tanto pelo que quero lutar, tanto o que quero conhecer. Será que minha vida dará conta de tantos projetos? Pois acredite, é projeto demais. Quero tudo e nada, que paradoxo! Simone A. vive dizendo que sou um paradoxo, estou começando a acreditar.
Preciso aprender a organizar meu tempo, não quero ficar desocupada, mas também quero ter tempo para fazer minhas coisas. Fiquei assustada outro dia com a quantidade de coisas que tinha que fazer, e tanta gente querendo que eu faça isso ou aquilo para ele, pensei que ia surtar! Se um dia tivesse 48 horas ainda seria pouco!
Definitivamente, preciso me organizar! Viver em função deste mundo capitalista é loucura, quando é que agente vive?? NUNCA. Por isso a necessidade de aprender a me organizar melhor. Mas ainda assim, tenho muito projetos e é difícil me centrar em todos eles. É, eu sei, um de cada vez, mas eu sou desesperada.
Eu já disse que e tenho uns 200 livros para ler? Todos tão fascinantes que eu nem sei o que ler primeiro. Ás vezes chego a ler 2 ou 3 livro simultaneamente... Aff isso é loucura Jesus, é eu sei. Eu sei qual é a minha solução, é focar em uma só coisa. Mas eu tenho vários focos, e isso complica. Faculdade, namorado, família, igreja, livros, Frances...
Eu tenho fé que um dia eu consigo, sabe por que? Por que sou Brasileira e não desisto Nunca!(clichê não?)