29 de out de 2010

Eu sei, Mas não devia

Esse poema é lindo, apesar de grande vale apena ler.

~*~*~*~
Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.

 
A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor. E, porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora. E, porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas. E, porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E, à medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

 
A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora. A tomar o café correndo porque está atrasado. A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

 
A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra. E, aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números para os mortos. E, aceitando os números, aceita não acreditar nas negociações de paz. E, não acreditando nas negociações de paz, aceita ler todo dia da guerra, dos números, da longa duração.

 
A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone: hoje não posso ir. A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta. A ser ignorado quando precisava tanto ser visto. A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita. E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar. E a ganhar menos do que precisa. E a fazer fila para pagar. E a pagar mais do que as coisas valem. E a saber que cada vez pagar mais. E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas em que se cobra.

 
A gente se acostuma a andar na rua e ver cartazes. A abrir as revistas e ver anúncios. A ligar a televisão e assistir a comerciais. A ir ao cinema e engolir publicidade. A ser instigado, conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos.

 
A gente se acostuma à poluição. Às salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro. À luz artificial de ligeiro tremor. Ao choque que os olhos levam na luz natural. Às bactérias da água potável. À contaminação da água do mar. À lenta morte dos rios. Se acostuma a não ouvir passarinho, a não ter galo de madrugada, a temer a hidrofobia dos cães, a não colher fruta no pé, a não ter sequer uma planta.

 
A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá. Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço. Se a praia está contaminada, a gente molha só os pés e sua no resto do corpo. Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana. E se no fim de semana não há muito o que fazer a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.

 
A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se de faca e baioneta, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, gasta de tanto acostumar, se perde de si mesma.(1972)



Este Mundo Tenebroso...

É com muito prazer que posso dizer que li o livro Este Mundo Tenebrosos I e II. Depois de ter ouvido algumas pessoas comentando, acabei me resolvendo em ler. A Marta da minha igreja e a Mon do esvazinhando a prateleira de certa forma me influenciaram. Acabei comprando o primeiro e arranjando emprestado o segundo.
Não sei dizer, depois de tanto tempo ter ouvido comentar o livro, o que há um mês atras me motivou a ler os livros (deve ser a poderosa mão de Deus), mas sei que gostei de lê-lo como a muito tempo não leio um bom livro. Quero dizer, voltei aos prazeres das minhas primeiras leituras.
O tema Batalha Espiritual me chama muito atenção, por isso foi com grande prazer que li ambos os livros. A forma como o autor narra os fatos é muito simples e agradavel para o leitor, ele consegue fazer suspense da primeira a última página sem perder o ritmo. Seus personagens e tramas são muito bem construidos, além de que, nós tras uma boa ideia de como é uma batalha espiritual, como o Senhor Deus trabalha.
Em muito momentos da trama eu me emocionei, no primeiro livro fiquei profundamente comovida quando um rapaz endemoniado aceita Jesus após o pastor Hank espulsar os demônios. Quando Sally Roe também se rende aos pés de Jesus, no segundo livro, de uma forma muito parecida ao do grande evangelista Charles G. Finney, meu Deus, aquilo me fez chorar. Para ser bem sincera fiquei comovida em todas as partes que o nome de Deus foi exaltado.
Em suma, a obra é perfeita, concerteza não nasceu no coração do autor simplesmente, o próprio Deus o colocou ali. O autor foi impecável no que diz respito a forma de escrever, construção de personagens, cenários e etc e tal, além de que pregou de forma muito linda o evangelho da Salvação.
Por isso tudo é que o livro de  Frank Peretti não merece cinco estrelas, e sim 10 estrelas...

Diga NÃO ao ABORTO



Vire e mexe em nosso país volta-se a velha discução sobre a legalização do aborto, eu sou contária a essa idéia. Existem vários motivos, um deles é que quem pode de dar e tirar a vida é só DEUS. Segundo, as pessoas devem pensar melhor quanto a consequência de seus atos, terceiro, nossa constituição protege a VIDA, é um direito ABSOLUTO, uma lei dessas ofenderia princípios constitucionais!
Alguns podem pensar que sou radical, e que eu nunca vivi tal cituação para poder opinar sobre o assunto, fato é queridos, que de fato nunca passei por isso, mas já me coloquei no lugar dessas pessoas e acredite a primeira coisa que passou pela cabeça foi abortar... Mas depois pensei melhor, pensei no Deus altissimo e vi que somente a ele cabe tirar a vida, independente do que possa acontecer, seja a pessoa pobre ou rica.
Nesse mesmo embalo sempre me lembro de um e-mail que que li certa vez falando sobre os grandes personagens históricos que não teriam existido, pois seus pais quase os abortaram...
Pense nisso, você não tem o direito de tirar a VIDA de ninguém, e sempre que você pensar nisso veja as fotos de aborto e concerteza você mudará de idéia.

A Marca do Amor

Um menino tinha uma cicatriz no rosto, as pessoas de seu colégio não falavam com ele e nem sentavam ao seu lado, na realidade quando os colegas de seu colégio o viam franziam a testa devido à cicatriz ser muito feia.
Então a turma se reuniu com o professor e foi sugerido que aquele menino da cicatriz não freqüentasse mais o colégio, o professor levou o caso à diretoria do colégio.A diretoria ouviu e chegou à seguinte conclusão:
Que não poderia tirar o menino do colégio, e que conversaria com o menino e ele seria o ultimo a entrar em sala de aula, e o primeiro a sair, desta forma nenhum aluno via o rosto do menino, a não ser que olhassem para trás.
O professor achou magnífica a idéia da diretoria, sabia que os alunos não olhariam mais para trás.
Levado ao conhecimento do menino da decisão ele prontamente aceitou a imposição do colégio, com uma condição:
Que ele compareceria na frente dos alunos em sala de aula, para dizer o por quê daquela CICATRIZ.
A turma concordou, e no dia o menino entrou em sala dirigiu-se a frente da sala de aula e começou a relatar:
- Sabe turma eu entendo vocês, na realidade esta cicatriz é muito feia, mas foi assim que eu a adquiri:
- Minha mãe era muito pobre e para ajudar na alimentação de casa minha mãe passava roupa para fora, eu tinha por volta de 7 a 8 anos de idade...
A turma estava em silencio atenta a tudo .
O menino continuou: além de mim, haviam mais 3 irmãozinhos, um de 4 anos, outro de 2 anos e uma irmãzinha com apenas alguns dias de vida.
Silêncio total em sala.
-... Foi aí que não sei como, a nossa casa que era muito simples, feita de madeira começou a pegar fogo, minha mãe correu até o quarto em que estávamos pegou meu irmãozinho de 2 anos no colo, eu e meu outro irmão pelas mãos e nos levou para fora, havia muita fumaça, as paredes que eram de madeira, pegavam fogo e estava muito quente...
Minha mãe colocou-me sentado no chão do lado de fora e disse-me para ficar com eles até ela voltar,
pois minha mãe tinha que voltar para pegar minha irmãzinha que continuava lá dentro da casa em chama.
Só que quando minha mãe tentou entrar na casa em chamas as pessoas que estavam ali,
não deixaram minha mãe buscar minha irmãzinha, eu via minha mãe gritar:
- " Minha filhinha está lá dentro!"
Vi no rosto de minha mãe o desespero, o horror e ela gritava, mas aquelas pessoas não deixaram minha mãe buscar minha irmãzinha...
Foi aí que decidi. Peguei meu irmão de 2 anos que estava em meu colo e o coloquei no colo do meu irmãozinho de 4 anos e disse-lhe que não saísse dali até eu voltar.
Saí de entre as pessoas, sem ser notado e quando perceberam eu já tinha entrado na casa. Havia muita fumaça, estava muito quente, mas eu tinha que pegar minha irmãzinha. Eu sabia o quarto em que ela estava.

Quando cheguei lá ela estava enrolada em um lençol e chorava muito... Neste momento vi caindo alguma coisa, então me joguei em cima dela para protegê-la, e aquela coisa quente encostou-se em meu rosto...

A turma estava quieta atenta ao menino e envergonhada então o menino continuou:
Vocês podem achar esta CICATRIZ feia, mas tem alguém lá em casa que acha linda e todo dia quando chego em casa, ela, a minha irmãzinha me beija porque sabe que é marca de AMOR.

Vários alunos choravam, sem saberem o que dizerem ou fazerem, mas o menino foi para o fundo da classe e imovelmente sentou-se.
Para você que leu esta história, queria dizer que o mundo está cheio de CICATRIZ. Não falo da CICATRIZ visível mas das cicatrizes que não se vêem, estamos sempre prontos a abrir cicatrizes nas pessoas, seja com palavras ou nossas ações.
Há aproximadamente 2000 anos JESUS CRISTO, adquiriu algumas CICATRIZES em suas mãos, seus pés e sua cabeça.
Essas cicatrizes eram nossas, mas Ele, pulou em cima da gente, protegeu-nos e ficou com todas as nossas CICATRIZES.. Essas também são marcas de AMOR.

Jesus te ama, não por quem você é, mas sim pelo que você é, e para Jesus você é a pessoa mais importante deste mundo.

Nunca se esqueça disso!



Fim dos Tempos

Esse vídeo faz parte de uma série de vídeos chamado A chegada, para quem acredita como eu, fala sobre o apocalipse e o fim dos tempos. Essa série relata tudo o que a mídia durante anos vem fazendo para preparar para a chegada do Anticristo.
Bem, eu não acredito em tudo o que o vídeo diz, mas eu acredito na maioria das coisas que estão escritos ali, principalmente por que muitas delas eu mesma já havia percebido, outras vezes havia ouvido comentar ou tinha visto em outros documentários ou o argumento seja suficiente forte.
Não estou preocupada em saber quem é o Anticristo ou quando ele voltará, minha preocupação reside em não me deixar influenciar e poder passar tais informações ao maior número de pessoas possiveis.
Agardo anciosamente o soar da trombeta, quando então todos os Santos irão ser arrebatados. Podem até me chamar de crentizinha bitolada, eu não me importo, na consumação dos séculos descobriremos que os santos de Deus estavam certo o tempo todo(aliás, só quando forem realmente para o inferno).
Esse vídeo em questão que deixarei aqui me chama muita atenção, afinal de contas, era algo que a muito tempo eu ja comentava com o meu pai a respeito. Acho interessante como a poderosa Google age, esses dias precisando ir a determinado lugar que eu não sabia como chegar, acessei o Google Maps e simplesmente  ele me informou todas as orientções necessárias, quais ônibus pegar e etc e tal. Porém há muito tempo já se é possivel usar essa ferramente e ver a fachada da residência de qualquer pessoa no globo. Não obstante a google controla várias redes sociais importantes , tem seu próprio provedor de e-mail. Blogger, orkut, twiter, you tube, Gmail, e vários outros são oferecidos  pela poderosa Google, acho que é informação demais na mão de uma pessoa(ops, quero dizer empresa).
Já faz algum tempo que isso ficava com isso matutando na minha cabeça, depois de ver esse vídeo, as minhas suspeitas se confirmaram e fiquei feliz em saber que não eram a única a pensar assim.

(ainda vou postar o vídeo...) 


Ora vem Senhor Jesus...

P.S.: Fica recomendado a todos essa série A chegada

25 de out de 2010

Fotinhas...

As fotinhas a baixo são da filha da minha querida amiga Simone... A Catarina é muito lindinha, muito engraçadinha e muito fofinha... já pedi para a simone deixar eu adota-la, mas ela não deixa....Aff, snif!!!!
Mas brincadeiras a parte, a cath é ou não é fofinha...

9 de out de 2010

Persuasão

Vou colocar aqui os vídeos que foram o meu pecado dessa madrugada. Além de ver um filme inteiro, que não estava disposto nas exceções que estabeleci para um certo proposito até o final do ano, passei a noite inteira em claro, algo que detesto fazer já que sou muito dorminhoca.
Ontem vendo uns videos da séries da BBC (da qual eu gosto muito), acabei sem querer vendo o filme persuasão, não pensei que fosse gostar, mas para a minha grande surpresa fiquei arrebatada pela estória.
Como são apenas 10 vídeos que compõe a história, resolvi colocar o filme aqui...





















Continuo a achar engraçado como Jane Austen escreve, ela simplesmente faz com que personagens que apesar de seus defeitos e que poderiam ser facilmente detestáveis, possam ser adorados. Acho isso uma caracteristica marcante, não existe nenhum personagem perfeito da autora, e no entanto em sua singelez todos são amaveis. Caracteristica essa que a maioria dos autores atuais não conseguem ter...

P.S. 1: O filme é a versão 2007, não pesquisei o bastante para saber se existe outros (mas deve ter).
P.S. 2: Achei o beijo no final muito afrente do tempo, mas gostei...

Remember me

Faz um tempinho que não passo por aqui, mas entenda, o excesso de atividades acaba com agente! Alor, devo confessar que a preguiça ajudou bastante na hora de deixar de aparecer por aqui... Mas enfim, aqui estou.
Como disse no post anterior, estou passando pelo meu surto de vídeos (algo sério, já que eu vejo pouquíssimos vídeos na net), é algo que vai além de mim, pois adoradora de uma boa estória ou qualquer coisa que preste... Alor, esquece...
Hoje encontrei um vídeo muito bacana com a música Remember Me, do Josh Groban. Quando eu tinha meus dezesseis anos essa música era a sensação do momento. Minha vida girava em torno dela, hoje vejo como eu era bobinha... Mas uma coisa era certa: eu tinha (e ainda tenho) bom gosto.
A canção faz parte da trilha sonora do filme Tróia, que, diga-se de passagem, é um filme muito bom, não é fidedigno da obra original, mas ainda assim é muito bom. Eu comentei que meu surto sobre mitologia grega começou por aqui? Não? Então confesso, foi aqui que o surto por mitologia começou.
A seguir o adorado vídeo e a tradução da música.

Lembre-se

Lembre-se
Eu estarei aqui
Pelo tempo em que você me prender em suas memórias
Lembre-se, quando os seus sonhos terminarem
Ultrapassando o tempo
Apenas lembre de mim
Eu sou uma estrela que só se mantém se queimar assim brilhantemente
É a última luz desvanecendo-se
ao nascer do sol
E estarei com você todas as vezes que contar
minha história
Sou tudo o que eu fiz

Lembre-se
Eu estarei aqui
Pelo tempo em que você me prender em suas memórias
Lembre-se de mim

Eu sou uma voz no vento frio
Que sussurra e se você escutar
Você irá me ouvir chamar através do céu
Porque enquanto isso durar eu poderei te alcançar
E te tocar, então eu nunca morrerei

Lembre-se
Eu nunca deixarei você
Se você está solitária
Lembre-se de mim

Lembre-se
Eu estarei aqui
Pelo tempo em que você me prender
Em suas memórias

Lembre-se
Quando os seus sonhos terminarem
Ultrapassando o tempo
Eu vivo para sempre
Lembre-se de mim
Lembre-se de mim
Lembre-se...
De mim.