25 de ago de 2008

A Múmia: Tumba do imperador Dragão

Sinopse: Condenado pela amargurada feiticeira Zi Yuan a passar a eternidade imóvel, o impiedoso Imperador Dragão da China e seus 10 mil guerreiros ficaram esquecidos por Eras, sepultados em argila como um vasto e silencioso exército de terracota. Mas, ao desenterrar o soberano, o jovem aventureiro e arqueólogo Alex O’Connell precisa buscar a ajuda das únicas pessoas que sabem mais do que ele sobre derrotar mortos-vivos: seus pais. Quando o imperador volta à vida, a família O’Connell descobre que a busca do soberano pela dominação mundial se intensificou ao longo do tempo.
Comentários: Hum, minha nota seria 5 para o filme. O filme poderia ser chamado de filme meia boca, um filme bom, mas que fez com que seus pecados fossem cruéis. A história do filme é interessantíssima, tinha tudo para ser espetacular, eu até sai satisfeita da sala de cinema, mas houveram alguns detalhes que mataram, aquilo o que era pra ser uma super produção. O filme foi muito clichê, a história seguiu o mesmo ritmo dos outros dois filme anteriores, então ficou uma mesmice sem precedentes, aliás, parecia uma reprodução d’O Retorno da Múmia. Depois veio um detalhe dos mais marcantes, não havia química entre Rick e sua esposa (Maria Bello),  o erro que matou de vez o filme: Rachel Weisz. Nada contra a atriz que fez o papel da Evelyn, mas é que ela deixou a personagem sem sal, a química com o Fraser não rolava de jeito algum. Eu passei pelo menos dois terços do filme tentando imaginar a Rachel no filme, o que chega a ser chato! Acho que esse foi o principal erro, porque ela tinha um carisma irreparável, sem contar o terror que é ver um filme que é continuação de um outro, e que se troca o ator que fazia o personagem. Na minha opinião, o filme poderia até ter sido clichê como foi, se Rachel Weisz estivesse no elenco. No geral, o filme é bom, mas é só para passar tempo, não da para sair recomendando para Deus e o mundo ver.
P.S.: Não estou bajulando a Rachel não, é que realmente a sua ausência foi sentida no filme.

Nenhum comentário: