27 de abr de 2010

A Moda dos Vampiros

Nós últimos anos, não apenas no Brasil, mas em outros lugares temos visto grandes Best-sellers virarem filmes, e em seguida uma legião de fãs se formarem. Os exemplos são diversos, mas eu gostaria de ficar com apenas um: a modinha dos vampiros.
Depois que o primeiro livro da série Twinght foi adaptado para o cinema, uma série de outros livros surgiram, e olha, com o mesmo estilo: Uma garota se apaixona por um vampiro e etc e tal. Será que alguém mais além de mim não esta enjoado com esse ‘paradigma’?
Lembro de ter visto sobre a o livro crepúsculo em uma revista da Veja, meses e meses antes do primeiro livro ser lançado. Quando fiquei sabendo da adaptação do livro para o filme(quando anunciou em cartaz nos cinemas) não perdi a oportunidade e fui ver. Confesso que gostei, deixei a oportunidade de ver o filme para ver se valia a pena ou não ler os livros. Julguei que valia, tenho os três últimos livros e li apenas lua nova, mas acabei desistindo de ler a série, ao menos por agora...
Não agüento mais entrar em uma livraria e ver diversos livros obre o mesmo assunto: Vampiros. Livros de toda a espécie, e em especial romances onde uma garota se apaixona por um vampiro. Intragável! Gosto das estórias de Vampiros, mas tenha dó, a coisa ficou banalizada. O que surge desse tipo de sucesso é a banalização de fãs, entenda, dou o maior apoio para quem é fã de fato, não tenho nada contra eles, o meu problema é com os fanzinhos; eu tenho pavor deles.
Esses fãzinhos me matam, acham que sabem de vampiros, mas nunca pararam para ler o clássico dos clássicos: Drácula de Bram Stocker. Ou talvez tenham tido contato com outros livros sobre o assunto, como por exemplo: O Vampiro que descobriu o Brasil (excelente por Sinal) ou o livro legal mais infantil Diário de um vampiro (não me lembro bem, pois só li trechos), ou talvez nunca tenham lido sobre a madame dos contos vampirescos: Anne Rice.
Alguém se quer sabe que Drácula de fato existiu? Que o castelo dele de fato existe, que os herdeiros dele ainda existe? E que lendas e lendas giram em torno desse castelo que é intransponível? Aliás, eles sabem quem é Bram Stocker? Por que ainda perco meu tempo?
A verdade é que uma centena de livros sobre o assunto surgiu e que a grande maioria não passam de fãs de meia tigela. Crepúsculo, uma série da Meg Cabot, uma outra serie onde o primeiro livro é Traida, diários de vampiro(apesar que esta serie tem o meu perdão), um outro livro ainda onde os pais da menina morre em um acidente de carro e um vampiro a salva... e etc e tal? Cadê a originalidade? Alguém já leu os livros da famosíssima Anne Ricce (não recomendo, tem muita obsenidade), alguém pelo menos viu o filme entrevista com Vampiro? Onde foram parar os clássicos???
Depois de tantos argumentos, vamos aos fatos: Vampirismo atualmente não passa de MODA!

OBS.: Sera que ainda lembram de Anjos da noite? 

Nenhum comentário: