2 de fev de 2011

10 Regras para Escrever - Jonathan Franzen

1.O leitor é um amigo, nem adversário, nem espectador.


2.Uma ficção que não seja uma aventura pessoal do autor no desconhecido ou no assustador só vale ser escrita por dinheiro.

3.Nunca use a palavra “então” como conjunção — para isso existe o “e”. Usar “então” nessa substituição demonstra que o escritor teve preguiça ou incapacidade de resolver o problema do excesso de “e” numa página.

4.Escreva em terceira pessoa, exceto quando uma voz em primeira pessoa verdadeiramente distinta se oferecer de forma irresistível.

5.Quando a informação se torna gratuita e universalmente acessível, pesquisar demais para um romance acaba desvalorizando a obra.

6.A ficção autobiográfica mais pura exige invenção pura. Ninguém conseguiu escrever uma história mais autobiográfica do que “A Metamorfose“.

7.Você enxerga mais ficando sentado do que correndo atrás.

8.É duvidoso que qualquer um com uma conexão de internet no seu local de escrita esteja produzindo boa ficção (uma matéria de capa na TIME descreveu como Franzen desliga a internet no seu notebook de escrita).

9.Verbos interessantes raramente são muito interessantes.

10.Você precisa amar antes de ser implacável.


Retirado do Blog: Aprendiz de Escritor

Nenhum comentário: