24 de mai de 2010

Percy Jackson e o Ladrão de Raios

Percy Jackson não sabe, mas é um semi-deus, isto é, ele é filho de um deus com uma humana. Sua vida muda drasticamente quando é atacado por uma erínia (ou no português: fúria). Ele é acusado de ter roubado os raios de Zeus, o maior ‘deus’ do Olimpo. Levando-o a entrar em uma grande encrenca, que pode causar uma grande guerra.
É interessante a formula usado na estória do filme, trazer a mitologia grega para os tempos modernos, sinceramente, eu adorei a idéia. A parte chata é que tudo se concentra nos EUA, e não no mediterrâneo como de fato o é.
As referências as várias lendas da mitologia grega é latente, um dos personagens por exemplo, o centauro Quíron (Preace Borsnan) é nada mais, nada menos na mitologia o tutor de grandes heróis como Aquiles.
Eu achei o filme bacana, mas como certas adaptações de livros para filmes, sempre parece que falta alguma coisa, isso também aconteceu com Harry Potter. Certos pontos da história parece que ficam soltas, um exemplo disso é por que depois de ter visto o filme eu ainda não havia entendido por que todos achavam que o protagonista é que havia roubado os raios.
Confesso que fiquei curiosa em ler o livro, pois apesar de aceitar modificações entre um livro e um filme, ha certos livros que simplesmente não ficam bons como filmes (ou são mal adaptados). Ouve alguns filmes que eu vi antes de ler os livros e gostei, como é o caso de Crepusculo, mas Percy Jackson e a bussola de ouro me fez ter uma necessidade de ler o livro, porque eles por si só eram fracos, deixavam a história um pouco solta.
Eu não gostei de alguns efeitos gráficos do filme, eram simplesmente muito artificiais. Outros, no entanto, eram bacanas, como por exemplo, o cabelo da medusa.
O filme é bom, mas deixa um pouco a desejar, no que diz respeito aos clichês, quando li a alguns meses o resumo do filme cri piamente que era de certa forma uma imitação a Harry Potter.
Fica a dica, é um filme bom para se ver e se divertir...

Nenhum comentário: