31 de mai de 2010

Novas Aquisições #1

Este mês de maio foi um mês tumultuado e de poucas aquisições!
Apesar de ter ido à bienal eu não comprei muito livros, apenas um. No final das contas não tinha muitos livros em promoção, os preços dos livros estavam a mesma coisa do que nas livrarias. É triste, o legal desse tipo de evento é, além de ter oportunidade de conhecer mais sobre o mundo literário e entrar em contato com ele, tem a parte bacana de poder comprar vários livros por preços mais acessíveis ao bolso.
Mas houve outro motivo para me zangar com a bienal, é que eu não me lembro de ter esbarrado em muitos sebos, na verdade apenas um. Percebi que depois que o evento deixou de ser salão do livro e passou a ser Bienal do livro os sebos desapareceram, o espaço para as editoras aumentaram, mas a dos sebos diminuíram? Rodei todo o Expominas para descobrir que só havia um sebo descente.
Mas esquecendo a bienal (que é um evento muito querido por mim) e lembrando-se dos livros. Este mês fiz três novas aquisições, que foram:

Dos Delitos e das Penas
Este foi um livro que comprei por causa da faculdade. O professor de Penal I nos recomendou a ler a obra de Cesare Beccaria, pois o mesmo foi um marco no direito. O autor foi o primeiro a levantar à voz em nome da humanidade e da razão, contra uma tradição jurídica e a legislação penal de seu tempo, denunciando os julgamentos secretos, as torturas empregadas como meio de se obter prova do crime, a prática de confiscar os bens do condenado e etc...





Persuasão
Bem, estou morta de curiosidade de ler este livro. Estou na fase em eu só conheço um autor: Jane Austen (na verdade são dois Jane e Georges Simenon). Felizmente estou numa fase que quero devorar todas as obras dessas autora, melhor assim, caso contrario ficaria com dor de conciência de nunca ter lido todas as obras dela. Não sei bem o que se trata a estória, mas depois de ter ouvido tantos comentarios positivos acabei ficando empolgada. parece que fala de um jovem casal que foi noivo, rompeu o noivado e anos depois se encontraram. se eu não estiver delirando deve ser isso mesmo. Bom, eu não preciso saber do que se trata a estória, uma vez que tenho inteira confiaça em que escreveu.


Orgulho e preconceito e Zumbis
Sinceramente eu não coloquei muita fé nesse livro não. Eu o descobri esporadicamente quando estava pesquisando umas coisinhas sobre orgulho e preconceito (como mangás, HQ’s e etc e tal...). No entanto, li um comentário de um dos colaboradores do blog Nem um pouco épico sobre o livro e fiquei tentada a lê-lo. Não resisti á tentação e acabei comprando o dito cujo na bienal, o único livro que comprei por lá. Ainda não li, mas parece ser muito bom...
De acordo com The Onion A. V. Club: “... é difícil lembrar como o romance de Jane Austen teve sucesso sem os mortos-vivos...”, acredito que o critico tenha exagerado um pouco, mas quem sabe né? Minha opinião só começa a contar depois que eu já tiver lido o livro, então deixa para lá...

Nenhum comentário: