5 de jan de 2011

Retropectiva Literária 2010

O livro infanto-juvenil que mais gostei:
As crônicas de Nárnia - O leão, a feiticeira e o Guarda Roupa, afinal de contas: classico é classico, não eh? Eu estava namorando o livro das croônicas de árnia há mais de três anos, mas na época era muito caro, e eu destítuida de recursos. Esse ano, no entanto, surgiu a oportunidade de compra-lo a um preço razoável, e ai estamos nós.
Pode até ser um livro infanto-juvenil, mas uma boa estória sempre encanta nossos corações...



•A aventura que me tirou o fôlego:

As crônicas de Nárnia - o sobrinho do mago, eu simplesmente não sabia o que esperar, apenas li...Gostei de descobrir como Nárnia Surgiu, como tudo tomou vida e como em tudo há uma boa pitada de cristianismo. Foi bacana, como disse apesar de infantil, vele a pena...





•O terror que me deixou sem dormir:
Não tenho medo de livros de terror, mas um que me deu uns frios na espinha foi Este Mundo Tenebroso I e II, são livros que falam sobre batalha espiritual, e este na minha opinião é um assunto tenso. Você chega ficar neorótico tentando imaginar o mundo espirutual da forma como é descrita no livro... Mas apesar de tudo eu dormi tranquilamente, ele só me deixou sem dormir uma única vez, quando eu passei a noite todo lendo-o por que não conseguia larga-lo



•O suspense mais eletrizante:
É chato repetir, mas o suspense mais eletrizante foi também Este Mundo Tenebroso! Frank Piretti no seu modo singular em escrever não deixava agente desgrudar do livro. Era difícil largar meu exemplar, já que  uma sequência era mais eletrizante do que a outra...





•O romance que me fez suspirar:

A escolha de Thelma, esse romance é lindo!!! Thelma aquela gorotinha tão apegada a vida da cidade, tão apegada a sua vida... Largou tudo por amor de um homem que ela a principio não amava, mas que acabou se apaxonando perdidamente ao ponto de ela mesma pedi-lo em casamento...






•A saga que me conquistou:
Deixados para trás, eu sempre quis ler este livros, mas nunca dei trela, tive que ler a versão teen quando quiz fazer um trabalho diferente com meus alunos de escola dominical, mas depois que peguei para ler não pude mais largar, é simplesmente uma excelente forma de se contar como será o apocalipse...





•O clássico que me marcou:
Não sei quais são os critérios para um livro ser chamado de clássico, mas independentemente fico com Mansfield Park da Jane Austen. Sineramente, na minha humilde opinião este seria o livro do qual eu menos gostaria, me enganei, fiquei apaixonada por ele. Fiquei tão apixonada que quando terminei não tinha palavras para externar minha grande satisfação. Foi dificil esperar o final do livro para só depois comentá-lo aqui no blog...




•O livro que me fez refletir:
Se você que é cristão e quer ler um livro para impactar sua vida, esse livro é uma vida com propósito, ele é daqueles que você lê um capitulo por dia, mas no final do livro você vê uma grande transformação do seu eu, não tem como não refletir as verdades praticas desse livro e não querer aplica-las, ele é simplesmente edificante...




•O livro que me decepcionou:
Sussurro!
Eu realmente sou um pouco preconceituosa com livros contemporaneos juvenis, mas existem alguns que são muito bons. Quando me tornei uma pessoa ativa na blogsferaliterária descobri esse livro que era um fenômeno e eu fiquei louca para lê-lo. Quando enfim pude por as mãos nele, me decepcionei, as estória é até boazinha, mas deixa muito a desejar, até eu teria escrito algo melhor....
•O(a) autor(a) revelação:
Diana Setterfield

•O melhor livro nacional:
Lamentavelmente não posso responder essa, pois não li nenhum autor nacional esse ano (para minha vergonha, é claro).
De fato, sou uma pessoa infame, mas prometo melhorar e como prova disso vou tentar ler ao menos 6 livros nacionas em 2011 (Não confia muito não, tah mais para promessa de político, aff...)
VERGONHA:
Não li nenhum livro Nacional!!!
P.s.: Agora lembrei-me, li sim, mas foram pouquissimos e  todos evangélicos...


• O melhor livro que li em 2010:
É dificil explicar por que A décima terceira história foi o livro do ano, mesmo que exitam outros que sejam tão bons quanto ele. No entanto, ele tem algo a mais, ele fala o tempo todo sobre a paixão por livros e as feridas interiores dos personagens, além de que a trama secundária é muito envolvente do tipo que eu gosto de ler e a muito tempo não lia...
A autora da obra foi muito perspicaz na forma como armou toda a trama, como emaranhou várias estórias secundárias e como nos mostrou como a leitura transforma. Eu poderia falar muito mais, mas o encanto da obra só poderá ser entendido depois de lido.
Ufa, deu trabalho escrever este post...

Um comentário:

Mom disse...

Natalie linda,
Feliz 2011!

Tem um breguete marrom do lado esquerdo do teu blog onde aparece uma mensagem de erro "undefined undefined"
Alguma coisa deve estar faltando.
Beijos.
Míriam